Zema fala em ‘concretizar’ candidatura para Presidência

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), falou que se sente “convocado automaticamente” para ser o nome da direita para concorrer à Presidência da República em 2026. A declaração foi ao ar no programa Pânico, da rede Jovem Pan, nesta segunda-feira, 5.

Zema disse que, se a gestão tiver uma boa avaliação, o caminho pode se concretizar. Ele está em seu segundo mandato como governador de Minas Gerais. O membro do Partido Novo falou em “concretizar” sua tentativa de chegar ao comando do Poder Executivo federal.

“Estou hoje à frente de Minas para fazer o melhor pelo Estado”, disse o governador. “Eu te garanto que, em 2026, vou estar de prontidão para apoiar o melhor candidato da direita, porque o que temos hoje não acerta e eu me sinto convocado automaticamente.”

Embora tenha abordado uma possível candidatura ao Palácio do Planalto, Zema completou que essa não era, ainda, uma preocupação. Ele também criticou as políticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao afirmar que a dívida do Brasil é “crescente e inviabiliza qualquer investimento no futuro”.

Zema disse que espera que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) lidere uma união da direita.

Zema deu as declarações nesta segunda-feira, 5, no programa Pânico | Foto: Reprodução/Pânico Jovem Pan

Críticas de Zema à esquerda e ao Bolsa Família

Na entrevista, o governador mineiro também criticou a esquerda no país que, conforme afirmou, tem pensamentos antigos. “A esquerda deveria propor novamente no Brasil fazer lobotomia, sangria, tratamento com choque elétrico” disse Zema. “Isso já foi abandonado pela medicina há 50 anos.”

Ele relatou que vai receber o presidente Lula na próxima quinta-feira, 8, em visita do petista a Belo Horizonte (MG). O governador afirmou que pretende conversar com o petista sobre o programa Bolsa Família.

De acordo com o governador, há desempregados integrantes do programa que não voltam a trabalhar por medo de perder o benefício. Nas palavras de Zema, o projeto deveria ter um recurso que faça o indivíduo voltar “automaticamente ao Bolsa Família, caso perca o emprego”.

Conforme disse Zema, o objetivo, neste caso, é o de evitar que a pessoa tenha “medo de arriscar”.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies