URGENTE: PF planeja adicionar Malafaia no inquérito que envolve conspiração “golpista”

A Polícia Federal está considerando adicionar o pastor Silas Malafaia à lista de investigados em um inquérito que examina um possível esquema golpista ligado ao ex-presidente Jair Bolsonaro, integrantes de seu governo e militares. Suspeita-se que Malafaia tenha buscado interferir nas investigações relativas a um alegado golpe de Estado, apoiando financeiramente a manifestação na Avenida Paulista e disseminando informações falsas para instigar a população contra o inquérito de uma organização criminosa acusada de arquitetar um golpe.

De acordo com a Polícia Federal, há indícios de que Malafaia promoveu ataques a membros do Judiciário, baseando-se em alegações infundadas. Em suas declarações, o pastor atacou a Justiça Eleitoral por supostamente favorecer Lula em prejuízo de Bolsonaro nas eleições de 2022, questionando a imparcialidade de figuras como Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e o presidente da corte, ministro Luís Roberto Barroso. Malafaia criticou Moraes, afirmando: “Alexandre de Moraes diz que a extrema-direita precisa ser combatida na América Latina. Como o ministro do STF tem lado? Ele não tem que combater nem a extrema-direita nem a extrema-esquerda. Ele é guardião da Constituição.” Sobre Barroso, Malafaia disse: “O presidente do STF, ministro Barroso, disse ‘nós derrotamos o bolsonarismo’. Isso é uma afronta, uma vergonha”.

!function(f,b,e,v,n,t,s)
if(f.fbq)return;n=f.fbq=function()n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments);
if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;
n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t,s)(window, document,’script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘5194898813962404’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies