União Europeia vai destinar R$ 268 bilhões em ajuda à Ucrânia

Os 27 países-membros da União Europeia (UE) concordaram, nesta quinta-feira, 1º, com o envio de um novo pacote de ajuda militar à Ucrânia. O valor que será enviado é de € 50 bilhões (cerca de R$ 268 bilhões). As negociações chegaram ao fim depois de meses de oposição do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán.

A decisão foi tomada durante a reunião extraordinária do Conselho Europeu, em Bruxelas, capital da Bélgica. A reunião foi para tratar do orçamento de longo prazo do bloco. 

“Temos um acordo”, disse Charles Michel, presidente do Conselho Europeu. “Todos os 27 líderes concordaram com um pacote de apoio adicional de € 50 bilhões para a Ucrânia pelos próximos quatro anos, depois das ameaças de veto do premiê da Hungria.” 

We have a deal. #Unity

All 27 leaders agreed on an additional €50 billion support package for Ukraine within the EU budget.

This locks in steadfast, long-term, predictable funding for #Ukraine.

EU is taking leadership & responsibility in support for Ukraine; we know what is…

— Charles Michel (@CharlesMichel) February 1, 2024

Michel também ressaltou que a decisão garante um “financiamento constante, de longo prazo e previsível para a Ucrânia”. Além disso, ele destacou que Bruxelas vai assumir a “liderança e a responsabilidade” do apoio a Kiev. 

Conselho Europeu se comprometeu a fazer debate anual sobre a ajuda à Ucrânia

Ucrânia
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, agradeceu aos 27 países do bloco europeu pela ajuda | Foto: Reprodução/Twitter/X

Para convencer a Hungria a aceitar o pacote de ajuda, o Conselho Europeu se comprometeu a fazer um debate anual sobre a utilização dos repasses à Ucrânia. O conselho poderá pedir que a comissão apresente uma proposta de revisão da ajuda daqui a dois anos. 

No entanto, os líderes rejeitaram uma sugestão de Orbán para instituir uma votação anual sobre a manutenção do auxílio à Ucrânia, país de fora da UE que foi invadido pela Rússia em fevereiro de 2022. Dessa forma, a Hungria não terá poder de veto. 

“Hoje é um bom dia para a Europa”, comemorou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. 

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, usou sua conta do Twitter/X para agradecer aos 27 países do bloco pela ajuda. “Grato a Charles Michel e aos líderes da UE por estabelecerem o valor de € 50 bilhões para a Ucrânia.” 

Grateful to @CharlesMichel and EU leaders for establishing the €50 billion Ukraine Facility for 2024-2027.

It is very important that the decision was made by all 27 leaders, which once again proves strong EU unity.

Continued EU financial support for Ukraine will strengthen…

— Volodymyr Zelenskyy / Володимир Зеленський (@ZelenskyyUa) February 1, 2024

Reunião que aprovou ajuda à Ucrânia aconteceu em meio aos protestos dos agricultores em Bruxelas

Ao mesmo tempo da reunião do Conselho Europeu, agricultores protestam em Bruxelas contra as regras ambientais da UE. Eles também são contra os acordos comerciais como o que está sendo costurado com o Mercosul. 

Orbán manifestou apoio aos agricultores em vídeo publicado na noite desta quarta-feira, 31, no Twitter/X. “Vamos defender a voz do povo”, escreveu o primeiro-ministro húngaro. “Mesmo que os burocratas de Bruxelas nos chantageiem.” 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies