TSE decide proibir eleitor de levar celular para cabine de votação

O eleitor não pode levar o celular para a cabine de votação e deverá deixar o aparelho com o mesário da seção eleitoral na hora do voto, é a decisão imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE, presidido pelo ministro Alexandre de Moraes. A pessoa que desrespeitar a regra estará cometendo “ilícito eleitoral”.

A partir de agora é exigido que o eleitor deixe o aparelho celular na mesa receptora, ou seja, com os mesários. Em caso de descumprimento da determinação, os mesários poderão acionar o juiz responsável pela zona eleitoral, e a polícia militar poderá ser acionada.

“Para que a eleitora ou o eleitor possa se dirigir à cabina de votação, os aparelhos mencionados no caput deste artigo deverão ser desligados ou guardados, sem manuseio na cabine de votação”, é o que ressalta o questionamento feito pela legenda e com embasamento na última resolução do TSE.

Após o unânime resultado dos ministros a favor da restrição de uso de aparelho celular na cabine de votação, Alexandre de Moraes ainda determinou que na próxima terça-feira (30), o plenário examinará um novo texto para a resolução que estará em vigor durante as eleições.

“Houve uma flexibilização, do TSE, em determinado momento, permitindo que ingressasse desde que desligado, no bolso. E nós percebemos que isso não é satisfatório, uma vez que o mesário não pode ingressar na cabine de votação para ver se a pessoa ligou ou não”, alegou Moraes.

Graças a nova medida, se ouver qualquer problema na hora de confirmar o voto, o eleitor não terá como provar.

Deixe um comentário

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Ajude-nos desativando esses bloqueadores de anúncios e clique em atualizar.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial