Sebastián Piñera era piloto ‘excelente’

O ex-presidente do Chile Sebastián Piñera, que morreu em uma queda de helicóptero na terça-feira 6, era um piloto “excelente”. A afirmação é do especialista em aviação Eddie Miceli, em entrevista à CNN.

Autoridades não confirmaram até o momento se o ex-chefe de Estado era quem pilotava a aeronave, onde também estavam outras três pessoas, que sobreviveram ao acidente e não correm risco de vida. O acidente aconteceu na região de Los Ríos, no sul do Chile.

Sebastián Piñera era um bom piloto

Miceli conhecia pessoalmente Piñera e destacou que ele era um piloto “impecável”, que sempre perguntava sobre segurança aérea e queria se informar sobre o assunto.

Em entrevistas à CNN, os ex-presidentes Andrés Pastrana e Iván Duque, da Colômbia, e o ex-presidente boliviano Jorge Quiroga, lembraram de visitas à residência de Sebastián Piñera no Chile.

+ Leia as últimas notícias sobre Mundo no site de Oeste

Nas ocasiões, eles viajaram no helicóptero que o ex-presidente chileno pilotava, que seria a mesma aeronave que caiu na terça-feira 6.

“Estávamos precisamente no lago, na casa dele, dormindo há menos de um ano”, recordou Pastrana.

Segundo ele, quando disse a Piñera que parasse de pilotar, recebeu a seguinte resposta: “Não, eu gosto [de pilotar]”.

Sebastian Pinera
Os ex-presidentes Andrés Pastrana e Iván Duque, da Colômbia, e o ex-presidente boliviano Jorge Quiroga, disseram que viajaram no helicóptero que o ex-presidente chileno pilotava, que seria a mesma aeronave que caiu na terça-feira 6 | Foto: Marcos Corrêa/PR

Acidente

De acordo com relatos, as condições meteorológicas no momento do acidente eram ruins, com chuva.

Piñera tem uma casa na região rural onde aconteceu a queda, que usava durante as férias. Ele voltava de um almoço na casa do empresário José Cox.

+ Veja: Imagens mostram Chile antes e depois de incêndios que mataram mais de 100 pessoas

Líderes mundiais, incluindo o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), lamentaram a morte do empresário de 74 anos, e destacaram seus feitos à frente do Chile.

O presidente do país, Gabriel Boric, decretou três dias de luto e afirmou que será feito um funeral de Estado.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading