“Se tivemos eleição do Lula, deveu-se à decisão do STF”, diz Gilmar Mendes

Em meio à atuação do Congresso Nacional para limitar os poderes da do Supremo Tribunal Federal, o ministro Gilmar Mendes, que compõe a Corte, saiu em defesa do papel do tribunal, neste sábado (14), durante um fórum em Paris.

De acordo com o site Metrópoles, o decano disse, para uma plateia de empresários, advogados e parlamentares, que o retorno da ‘autonomia’ da política e a eleição do presidente Lula no Brasil se devem a decisões da Corte.

“Se a política voltou a ter autonomia, isso se deve ao Supremo Tribunal Federal. Se hoje temos a eleição do presidente Lula, isso se deveu a uma decisão do Supremo Tribunal Federal. (…) Se política deixou de ser judicializada e deixou de ser criminalizada, isso se deve ao Supremo Tribunal Federal”, teria externado o magistrado no I Fórum Esfera Internacional, conforme o Metrópoles.

Ao lado dele, estava o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), além do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas.

Em abril de 2021, o Supremo anulou, por 8 votos a 3, as condenações do então ex-presidente Lula na Lava Jato, derrubando a inelegibilidade do petista e permitindo que ele disputasse as eleições de 2022.

Gilmar Mendes disse, inclusive, que a Corte defendeu a democracia contra “impulsos de uma parte significativa da elite”.

“Comparecemos hoje aqui para falar de um exemplo de sucesso do Supremo Tribunal Federal e do TSE, num contexto extremamente difícil. A gente não vem contar uma história de fracasso. Contamos a história de uma instituição que soube defender a democracia até contra impulsos de uma parte significativa da elite. Certamente muitos aqui defenderam concepções que, certamente, se vitoriosas, levariam à derrocada do Supremo Tribunal Federal. Então, é preciso que a gente entenda esse papel e saibamos, de fato, entender todo esse contexto que estabelecemos nossos diálogos”, emendou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies