Rússia ameaça retaliar de forma contundente caso ativos financeiros sejam ‘roubados’ no Ocidente

A Rússia anunciou que responderá de maneira enérgica às ações do Ocidente, caso os Estados Unidos e a União Europeia decidam confiscar bilhões de dólares em ativos financeiros russos no exterior. A declaração foi feita pela agência russa Tass nesta terça-feira (13).

Na segunda-feira (12), a União Europeia aprovou uma lei para reservar os lucros provenientes de ativos congelados do Banco Central da Rússia nos países membros do bloco, destinando parte desses recursos para financiar a reconstrução da Ucrânia.

Desde a invasão da Ucrânia em fevereiro de 2022, os Estados Unidos e seus aliados impediram a Rússia de realizar determinadas transações no mercado internacional, resultando no congelamento de aproximadamente US$ 300 bilhões (R$ 1,5 trilhão) em ativos russos no Ocidente. De acordo com o jornal New York Times, só em uma instituição, o valor chegou a três bilhões de euros nos últimos nove meses de 2023. Com a nova lei, essa quantia deve ser direcionada para auxiliar a Ucrânia.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou em uma entrevista que isso seria um “roubo”, segundo a Tass. “É a apropriação de algo que não pertence a você”, disse.

Zakharova afirmou que a resposta de Moscou seria “extremamente dura”, já que a Rússia sente que está essencialmente lidando com ladrões.

“Considerando que o nosso país qualificou isto como roubo, a atitude será em relação aos ladrões”, disse Zakharova.
Além disso, a Rússia disse que, se tiver seus ativos apreendidos, irá confiscar reservas dos Estados Unidos, da Europa e de outros países.

Com informações de G1

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading