conecte-se

Artigos sobre o Flamengo

Principais momentos de Gerson com a camisa do Flamengo

O jogador se tornou um dos principais nomes do Tricolor das Laranjeiras, entrando na mira de muitos clubes europeus naquela época

Published

on

Gerson Flamengo Vasco

A identificação de Gerson com o Flamengo é tão grande que muitos esquecem que ele começou a sua carreira no Fluminense. O jogador se tornou um dos principais nomes do Tricolor das Laranjeiras, entrando na mira de muitos clubes europeus naquela época.

Em 2016, o jogador foi vendido para a Roma aos 18 anos. Na ocasião, o time italiano desembolsou 16 milhões de Euros, cerca de R$ 60 milhões na cotação da época. Assim sendo, a venda de Gerson para a Roma foi uma das maiores vendas da história do Tricolor das Laranjeiras.

Como foi a passagem de Gerson na Itália e retorno ao futebol brasileiro

Muito jovem, o volante Gerson teve dificuldades para se adaptar na Roma, tendo poucas oportunidades de mostrar o seu futebol. Ainda assim o jogador brasileiro foi emprestado para a Fiorentina.

Advertisement

Já em 2019, o Flamengo enxergou ali uma excelente oportunidade de mercado. Com 22 anos, o jogador foi comprado pelo Flamengo em julho daquele ano. O valor da compra do jogador foi 11 milhões de Euros, (cerca de R$ 49,7 milhões).

Gerson se tornou titular pouco tempo após ser contratado. Mostrando um grande futebol, o atleta foi um dos nomes mais importantes na temporada histórica de 2019, quando o rubro-negro conquistou a Libertadores da América e o Campeonato Brasileiro.

O volante mostrou um futebol de alto nível, sendo peça chave no clube durante toda a sua primeira passagem no clube. A princípio, o começo com Jorge Jesus foi histórico, entretanto, ele continuou jogando muito mesmo com a mudança do comando técnico da equipe.

Advertisement

Retorno ao futebol da Europa 

Jogando muito, Gerson se tornou um alvo constante de sondagens do OM-FRA. O negócio avançou somente com a ida de Jorge Sampaoli para o Olympique. O técnico argentino adora o futebol do volante e, por conta disso, indicou o seu nome para a diretoria do clube francês.

Com efeito da importância de Gerson para o Flamengo, o time francês colocou na mesa uma proposta de 25 milhões de Euros, cerca de R$ 160 milhões. Precisando vender um jogador para manter a saúde financeira da equipe, os dirigentes rubro-negros aceitaram a oferta.

Todavia, Gerson não tinha interesse de retornar ao futebol europeu naquele momento. Feliz no Rio de Janeiro, onde tinha um grande time e era considerado um ídolo da torcida, o jogador entendia que o melhor para a sua carreira era continuar no Flamengo.

Advertisement

Na ocasião, Gerson entendia que valeria a pena deixar o Flamengo somente para um clube de ponta da Europa. Entretanto, o jogador se sentiu descontente por não se sentir valorizado pelo clube.

Além de pouca ou nenhuma vontade do clube em mantê-lo, ele ainda não recebeu a prometida renovação contratual com um aumento de salário. Apesar disso, todos os outros jogadores importantes nas conquistas de 2019 já tinham ganhado um belo aumento.

Essa situação culminou com a saída de Gerson para o futebol francês. Por lá, ele poderia voltar a jogar em alto nível, sendo importante na briga por títulos.

Advertisement

Passagem de Gerson pelo Olympique de Marselha 

Como se tratava de uma contratação cara, a chegada de Gerson no clube francês foi repleta de expectativas por parte da torcida. Nas primeiras três rodadas pelo Campeonato Francês, Gerson anotou um gol, deu uma assistência.  Nesse meio tempo no clube, Gerson fez 48 partidas, sendo titular em 39, com 11 gols e sete assistências.

Os números mostram que a primeira temporada de Gerson na França foi ótima. Ele foi um dos principais jogadores na campanha do Olympique, levando o time para a tão sonhada Liga dos Campeões. O clube ainda terminou o campeonato na segunda colocação, atrás do todo-poderoso PSG.

Com o desempenho acima da média, o nome de Gerson passou a ser frequente nas convocações do técnico Tite para o mundial do Catar. 

Advertisement

Saída de Jorge Sampaoli 

De fato, a primeira temporada de Gerson na França foi espetacular. Como o técnico Jorge Sampaoli pediu a sua contratação, ele tinha todo o espaço possível para mostrar o futebol, atuando em uma posição de destaque.

Entretanto, após uma temporada excelente, Jorge Sampaoli se irritou com os dirigentes pela falta de reforços para o clube francês. Com isso, o treinador argentino preferiu deixar a equipe.

O Olympique contratou o croata Igor Tudor em seguida, que teve um relacionamento oposto com o atleta brasileiro. Ainda na pré-temporada, Gerson e o treinador discutiram na frente de todos por conta de uma instrução que o técnico deu ao atleta.

Advertisement

De acordo com a imprensa francesa, os dois conversaram e o continuaram trabalhando, porém, Gerson perdeu muito espaço, ficando cada vez mais no banco de reservas do clube francês. Por mais que Gerson se esforçasse, o treinador não dava as mesmas oportunidades de antes.

Com o intuito de ver Gerson jogar novamente, Marcão, pai e empresário de Gerson, passou a procurar novos ares. Em resumo, o Flamengo surgiu como a primeira opção para um retorno. 

Retorno ao Flamengo para euforia da Torcida Rubro-Negra

Com isso, o Flamengo queria contratá-lo, o Olympique queria vendê-lo, e o atleta queria voltar. O Fla negociou com o clube francês por dois meses até chegar a um acordo.

Advertisement

O time francês queria negociá-lo com um clube europeu por um valor maior. Entretanto, o Flamengo teve muita paciência, deixando os franceses sem muitas alternativas na negociação.

A princípio, o negócio acabou sendo ótimo para ambas as partes. Gerson foi comprado pelo Flamengo por 20,5 milhões de Euros, cerca de R$ 123 milhões na cotação da época. A negociação para o retorno de Gerson se tornou uma das maiores compras da história do gigante carioca.

O negócio envolveu a compra de 85% dos direitos econômicos do jogador. Na prática, somente R$ 45 milhões saíram do bolso do Fla a caminho do time francês. 

Advertisement

O motivo é que o clube francês ainda não havia terminado de pagar as parcelas para comprá-lo. No final das contas, o rubro-negro pagou os R$ 45 milhões e abateu o valor restante da dívida do OL. 

Hoje, Gerson tem toda a capacidade de continuar ganhando muitos títulos com a camisa do gigante carioca. Como resultado de ser um atleta ainda muito jovem e com uma qualidade técnica espetacular, o jogador pode continuar fazendo história no Rio de Janeiro.

Advertisement
Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement