Pré-candidato promete barrar uso de banheiros femininos por trans

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Polícia Federal a abertura de um inquérito para investigar Francineudo Costa (União Brasil), pré-candidato a vereador de Rio Branco (AC), depois de o homem prometer um projeto de lei (PL) que impede o uso de banheiros femininos por trans, caso eleito. A ação foi protocolada na semana passada.

De acordo com o MPF, as falas do homem sugerem transfobia. Isso porque Costa citou o PL para comentar o caso envolvendo Allana Rodrigues, Miss Trans Acre, que alegou proibição para entrar no toalete de mulheres, em um bar na capital. O suposto caso teria acontecido em 12 de janeiro de 2024, mas a história veio à tona somente agora.

Ao solicitar a investigação, o procurador da República Lucas Costa Almeida Dias argumentou que “a postagem demonstra como a internet tem servido de palco para o ódio à população LGBTQIA+ e escancara a realidade discriminatória alimentada pela ideia de que é um território sem lei”.

Pré-candidato mantém a promessa de proibir trans em banheiros femininos

Mesmo depois de receber uma intimação para depor à PF, o pré-candidato a vereador não retirou a promessa de campanha. Em um vídeo publicado no Instagram, o político disse que manterá suas posições.

“Eu não abdicarei da minha fé, dos princípios cristãos e defender as mulheres e as crianças, que custe uma possível prisão”, disse Francineudo em vídeo publicado no Instagram. “Cada um paga o preço da sua causa.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies