PF intima André Fernandes por supostos dados falsos em eleição

A Polícia Federal (PF) intimou na terça-feira 30 o deputado federal André Fernandes (PL-CE) para prestar depoimento. O inquérito policial em questão diz respeito a uma suposta inserção de dados falsos no sistema da Justiça Eleitoral.

A investigação identificou inconsistência na autodeclaração racial do parlamentar durante as eleições de 2022. No inquérito, o delegado Janderlyer Gomes de Lima solicita esclarecimentos do deputado sobre a suspeita de “possível ocorrência” do art. 350 do Código Eleitoral, que trata da inserção de informações falsas para fins eleitorais.

No documento, menciona-se que a representação contra o deputado foi formalizada por parlamentares, sem a especificação dos nomes.

Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral do Ceará, Fernandes se autodeclarou em eleições anteriores como pardo. No entanto, na eleição de 2022, passou a declarar-se branco.

O congressista considerou o caso uma “piada de mau gosto”. A oitiva deve acontecer entre 19 e 23 de fevereiro por meio da plataforma Teams.

Quem é André Fernandes 

André Fernandes CPMI
André Fernandes junto com parlamentares da oposição na Câmara dos Deputados | Foto: Rute Moraes/Revista Oeste

Deputado federal pelo Ceará, André Fernandes elegeu-se com 229.509 votos. Atualmente é vice-líder da oposição na Câmara dos Deputados e pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza. 

O parlamentar foi o autor da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar os atos de 8 de janeiro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies