Pela libertação de reféns, Israel pode permitir ‘asilo’ de líder do Hamas em Gaza

O governo de Israel informou que pode permitir o asilo de Yahya Sinwar, um dos principais líderes do Hamas. A negociação inclui a libertação dos 136 reféns que ainda permanecem sob o domínio dos terroristas, segundo noticiou o canal de TV NBC, nesta quinta-feira, 8.

“Permitiremos que isso aconteça desde que todos os reféns sejam libertados”, disse Mark Regev, conselheiro sênior de Benjamin Netanyahu, à NBC. 

Autoridades de Israel afirmam que se trata de uma opção “muito favorável”, já que “a implicação dos asilos significa o fim da liderança do Hamas”. 

Em 29 de dezembro, as Forças de Defesa de Israel (FDI) divulgaram que haviam localizado e destruído um apartamento que pertencia a Sinwar. O imóvel, situado no norte de Gaza, estava vazio e teria sido usado como esconderijo. Nele havia um extenso sistema de túneis, com 218 metros de extensão. 

Sinwar é o principal líder do Hamas em Gaza

Yahya Sinwar
Sinwar passou cerca de 22 anos na prisão em Israel, entre detenções e solturas, segundo relatório das FDI | Foto: Reprodução/Redes sociais

Sinwar é o principal líder do Hamas na Faixa de Gaza e o segundo na hierarquia do grupo. Só está atrás do líder geral, Ismail Haniya, que mora entre o Catar e a Turquia. O terrorista que pode receber asilo foi o mentor dos ataques de 7 de outubro.

Ele é considerado terrorista pelos Estados Unidos desde 2015. Sinwar passou cerca de 22 anos na prisão em Israel, entre detenções e solturas, segundo relatório das FDI.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies