Ozzy Osbourne acusa Kanye West de uso não autorizado de música e antissemitismo

O lendário roqueiro Ozzy Osbourne acusou o rapper Kanye West de utilizar um trecho de sua música sem permissão e ainda o acusou de antissemitismo. Em uma publicação nas redes sociais na sexta-feira (10/2), Osbourne alegou que Kanye solicitou permissão para amostrar uma seção de sua performance ao vivo de “War Pig” no US Festival de 1983, mas teve seu pedido negado.

Segundo Ozzy, a recusa se deu devido à reputação de Kanye como antissemita, causando “incontáveis dores a muitos”. Apesar da negação, o rapper teria utilizado o sample durante um evento de audição de seu novo álbum, Vulture, realizado na última sexta-feira (9/2).

O roqueiro expressou seu descontentamento nas redes sociais, declarando: “Eu não quero nenhuma associação com esse homem!”. A acusação de antissemitismo surge após Kanye fazer uma declaração controversa durante o evento de lançamento, cantando: “Eu ainda sou louco, bipolar e antissemita – e ainda sou o rei”.

A transmissão ao vivo foi interrompida logo em seguida, levando a especulações de que Kanye teria violado as regras da plataforma. A situação adiciona mais controvérsia ao lançamento do novo álbum do rapper.

Com informações do Metrópoles.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies