O que há no fundo do Grande Buraco Azul, no mar do Caribe?

O Grande Buraco Azul, cratera no fundo do Mar do Caribe, é um dos maiores mistérios da América Central. Ele não é o único buraco no oceano do mundo, mas é o segundo mais profundo, com 274 metros.

O maior buraco azul do mundo fica em Sansha Yongle, na China. Ele tem 300 metros de profundidade e é conhecido como The Dragon Hole.

A cratera caribenha fica perto da fronteira do México e Belize, de frente para a Península de Yucatán. Conhecida na língua maia como Taam ja’, navegar sobre ela causa vertigens. Em 1960, Jacques Cousteau, um oceanógrafo francês, tornou o Grande Buraco Azul famoso em todo o mundo.

Dois corpos humanos foram encontrados no fundo do Grande Buraco Azul

Entrada do buraco — Foto: Divulgação/ECOSUR

Cousteau nunca ousou mergulhar lá dentro, mas seu neto, Fabien, e o bilionário Richard Branson, proprietário do Virgin Group, viajaram até o fundo da cratera com um submarino pela primeira vez há seis anos.

Eles ficaram surpresos com o que encontraram no interior. A água ia ficando cada vez mais escura à medida que eles desciam. Eles se depararam com uma camada de sulfeto de hidrogênio. Depois disso, não encontraram mais nenhum sinal de vida, seja bacteriana, de peixes ou algas.

Os desbravadores também encontraram algumas cavernas com estalactites, que até então só eram vistas na superfície terrestre. Eles seguiram viagem e chegaram a poucos metros do solo, sem tocá-lo.

Lá dentro, encontraram uma garrafa de vidro de dois litros e uma câmera GoPro de turista. A descoberta expôs o nível de poluição nos mares e até onde o lixo consegue chegar, segundo os jornais La Nacion e O Globo.

Dois corpos humanos também foram encontrados. Os pesquisadores deduziram que se tratavam de dois mergulhadores que não conseguiram emergir. Richard e Fabien informaram o governo de Belize sobre eles, que permanecem lá.

Com diferentes variações de concentração de oxigênio, química, temperatura e formações biológicas, o Grande Buraco Azul cobre uma extensão de 13.690 m², com laterais quase verticais que formam uma “grande estrutura cônica”. A foz está a 5 metros abaixo do nível do mar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies