Nunes está ‘morto’ sem o apoio de Bolsonaro em SP, diz Valdemar

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, afirmou que o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), está “morto” sem o apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na eleição de 2024.

De acordo com Costa Neto, Bolsonaro garantiria a Nunes 30% dos votos na cidade.

“É vida ou morte. Se não tiver esses 30%, o Nunes está morto. Ele precisa do Bolsonaro”, declarou em entrevista à CNN Brasil.

Segundo o presidente do PL, é necessário estar organizado para vencer as eleições, porque não será fácil. Ele ressaltou que “o PT tem tradição em São Paulo”.

Apoio do partido de Bolsonaro a Nunes

Costa Neto anunciou que vai conversar, na segunda-feira 29, com Nunes, sobre quem será seu vice na chapa para concorrer à prefeitura da capital paulista neste ano.

Segundo o presidente do PL, a legenda tem vários cotados para o cargo. Ele citou o nome do Coronel Ricardo Mello, uma sugestão de Bolsonaro. “Achei excelente”, disse.

Mello é ex-comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e ex-presidente da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Valdemar Costa Neto
Segundo Valdemar Costa Neto, Bolsonaro garantiria a Ricardo Nunes 30% dos votos na capital paulista | Foto: José Cruz/Agência Brasil

Para Costa Neto, “ele pode fazer um grande trabalho”, uma vez que Nunes deve “atacar a área de segurança” em um possível novo mandato.

O presidente do PL ressaltou que seu partido está “firme com Nunes” e está confiante com o resultado do pleito de 2024 na capital paulista.

“Temos tudo para ganhar a eleição, desde que a gente vá para frente, todos unidos”, disse.

Disputa no Rio

Além de apoiar um candidato em São Paulo, o PL também conta com dois pré-candidatos a prefeituras no Estado do Rio de Janeiro.

Uma delas na capital fluminense, com o deputado Alexandre Ramagem, e em Niterói, com o também deputado Carlos Jordy.

Os dois parlamentares foram alvos de operações da Polícia Federal (PF) na última semana. Na quinta-feira 25, agentes da corporação cumpriram mandados de busca e apreensão contra Ramagem, em uma investigação que apura suposta espionagem ilegal realizada pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Em relação à possibilidade de o partido mudar seus planos quanto ao pré-candidato na cidade do Rio, Costa Neto declaro que a decisão final será tomada por Bolsonaro. Porém, ele reafirmou que Ramagem deve sair fortalecido do episódio.

“O eleitor carioca é um eleitor esclarecido. Eles estão vendo a perseguição que é feita diária, semanalmente, ao PL”, disse.

O presidente da legenda afirmou não acreditar que haverá um substituto para Ramagem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies