Número de abates bovinos cresce 24% no 1º trimestre

No 1º trimestre de 2024, o número de abates bovinos cresceu 24%, em comparação ao mesmo período do ano anterior. A estimativa é do Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) e Estatística, que divulgou os dados na quinta-feira 9.

De acordo com o IBGE, os números de abates do primeiro trimestre fecharam em 9,2 milhões de cabeças. Os bovinos são uma das principais fontes de proteína animal do país, respondem por 30% da produção nacional, compondo parte importante da oferta desse tipo de alimento na mesa dos brasileiros. Além disso, são um ativo de destaque do agro brasileiro no mercado externo.

Abates de bovinos e a produção de carnes

Segundo as estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento, os abates de bovinos brasileiros devem dar origem a 9,2 milhões de toneladas de carnes em 2024. Em torno 70% disso fica para o mercado interno, o que corresponde a por volta de 30 quilos por habitante por ano. O restante, tem como destino o mercado externo. Os quase 3 milhões de toneladas que vão para outros países colocam o país como o maior exportador desse alimento no planeta, segundo monitoria do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Em 2024, por exemplo, o Brasil faturou US$ 10,5 bilhões com as exportações de carne bovinas. O principal destino é a China, responsável por US$ 5,7 bilhões em receitas. No top 3 também estão Estados Unidos (US$ 848 milhões) e União Europeia (US$ 686 milhões).

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies