Novo Plano de Cargos para professores da UESPI é criticado pela classe: “Falta de respeito”

O projeto de lei que dispõe sobre o Projecto de Cargos e Carreiras e Remuneração do Magistério Superior da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) de autoria do governador do Piauí, Rafael Fonteles, não foi muito recebido pela classe docente. Nas redes sociais, a Associação dos Docentes da Uespi (Adcespi) expressou insatisfação.

A solicitação para mudança da distribuição da trouxa horária foi lida nesta terça-feira (28/11), na Reunião Legislativa do Piauí (Alepi). No documento, o Executivo sugere que a trouxa horária do professor em tempo integral seja de, no mínimo, 16 horas semanais obrigatoriamente destinadas ao ensino e 10 horas semanais em outras atividades acadêmicas, além dos horários pedagógicos.

Universidade Estadual do Piauí (Foto: Divulgação)

Outrossim, as outras alterações são para estabelecer novos requisitos para o missão de Professor Titular. A legislatura propõe que para a promoção do missão, além do doutorado, será necessário a produção e resguardo de um memorial.

PROFESSORES REBATEM A PROPOSTA

De forma imediata, a classe docente da Universidade Estadual se manifestou contra o projeto de lei nas redes sociais. Em um post no Instagram, a Adcespi publicou que houve falta de diálogo de Rafael Fonteles com a categoria e o novo projecto aponta para “mais precarização das condições de trabalho”.

“A falta de reverência e diálogo com a categoria docente da UESPI tem sido a tônica do atual governo e esse projeto é mais uma prova disso, quer buscar solucionar o déficit de professores com mais precarização das condições de trabalho, na medida em que estabelece que, em nenhuma hipótese, a quantidade de horas semanais destinadas ao ensino de que trata projeto poderão ser reduzidas”, afirma. 

UESPI BUSCA DIÁLOGO CONTRA “EQUÍVOCOS”

Em nota, a Governo Superior da UESPI informou que a instituição de ensino está dialogando com a morada legislativa e Governo do Estado para evitar “equívocos” na proposta de mudança.

A Governo Superior da Universidade Estadual do Piauí vem informar à comunidade acadêmica que estamos buscando dialogar com a Reunião Legislativa e o Governo do Estado acerca da proposta de iniciativa do Executivo de mudança do Projecto de Cargos, Carreiras e Remuneração do Magistério Superior da UESPI que foi apresentado, ontem, naquela Moradia. Queremos com isso dirimir equívocos em relação à distribuição dos encargos docentes atuais, sua proposta de mudança e equivalência comparada às demais IES públicas.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies