Novas imagens mostram ‘Dama do Tráfico’ em ministério de Silvio Almeida

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um vídeo do exposição de Luciane Barbosa Farias, conhecida porquê “Mulher do Tráfico”, mulher de um dos líderes do Comando Vermelho no Amazonas, no Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania está circulando nas redes sociais. A gravação mostra Luciane falando contra a revista íntima em presídios.

Ela participou do 4º Encontro Pátrio dos Comitês de Prevenção e Mecanismos de Combate à Tortura, em 6 e 7 de novembro, no Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania. Tanto as passagens aéreas de Luciane, que mora em Manaus, quanto as diárias para permanecer em Brasília, foram pagas pelo ministro comandado por Silvio Almeida.

Só essa gente cruel, que dá corpo ao fascismo à brasileira, que vê problema no mais legítimo manobra da cidadania de um familiar de detento, vítima da selvageria e das regras abusivas do sistema prisional brasílico. Pobrezinhos dos líderes do CV e PCC.pic.twitter.com/7YWM80x18F

— Leonardo Coutinho (@lcoutinho) November 16, 2023

No evento, ela se identifica porquê membro do Comitê de Combate e Prevenção à Tortura no Amazonas e da Associação Pátrio das Famílias de Presos, além de presidente ONG Instituto Liberdade do Amazonas, que é financiada pelo Comando Vermelho, segundo investigação policial.

No vídeo, conforme adiantou Oeste na quarta-feira, a “Mulher do Tráfico” criticou as revistas íntimas nos presídios, feitas para evitar que familiares levem aos presos objetos proibidos, porquê drogas, escondidos no corpo. “Cá eu peço também que seja vista a situação das visitas”, declarou. “Que nós, familiares, quando vamos visitar, temos um problema muito grande com a revista vexatória.”

A Mulher do Tráfico também usou as crianças porquê motivo para proibir as revistas íntimas. “As crianças são revistadas, baixa a fralda da gaiato, põe a gaiato no pavimento”, disse a mulher do tráfico. “É inadmissível que a pena do recluso passe para o familiar. Isso é inconstitucional. Logo eu peço socorro pelo estado do Amazonas e reitero pelas mesmas unidades prisionais que passam pela mesma mazela.”

Dino Comando Vermelho Tráfico
Luciane Barbosa Farias, a ‘Mulher do Tráfico’ | Foto: Reprodução/ Instagram

O marido de Luciane, Clemilson dos Santos Farias, publicado porquê “Tio Patinhas”, um dos líderes do Comando Vermelho no Amazonas, cumpre pena no presídio de Tefé (AM). Ele foi réprobo a 31 anos por tráfico de drogas e outros crimes. Luciane também foi condenada por associação para o tráfico, organização criminosa e lavagem de numerário. A pena imposta foi de 10 anos, mas ela recorre em liberdade.

O Ministério de Direitos Humanos admitiu na quarta-feira 15 que custeou as despesas de Luciane, indicada pelo comitê do Amazonas para participar do evento. A oposição já elabora um pedido de impeachment de Almeida.

O ministro Flávio Dino também deve enfrentar um pedido de impeachment. Luciane participou de duas reuniões no Ministério da Justiça com assessores diretos de Dino.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies
%d blogueiros gostam disto: