Netanyahu rejeita cessar-fogo e promete ‘força total’ em Gaza

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, rejeitou os apelos internacionais por um cessar-fogo na Faixa de Gaza. Ele prometeu “força total” na continuidade dos confrontos com o grupo terrorista palestino Hamas.

De acordo com Netanyahu, o governo de Israel só consideraria interromper os ataques no território palestino caso o Hamas libertasse todos os 239 reféns que estão sob seu controle. As falas foram externadas em um discurso televisionado.

Netanyahu disse que, ao fim da guerra, a Faixa de Gaza será desmilitarizada, e Israel manterá o controle da segurança no local. Para o primeiro-ministro, essa seria uma forma de impedir o desenvolvimento de novos grupos extremistas na região.

Ele também destacou que Israel não permitirá que a Autoridade Palestina, que administra áreas na Cisjordânia, possa, em algum momento, controlar Gaza. Os posicionamentos contradizem os cenários sugeridos pelos EUA, que são os principais aliados de Israel na guerra.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies