Lula tenta tirar Tabata da eleição de São Paulo

O presidente Lula articula-se para convencer a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) a abrir mão da disputa pela Prefeitura de São Paulo.

A finalidade é obter o máximo de apoio possível à candidatura de Guilherme Boulos (Psol), informou o jornal Folha de S.Paulo, neste domingo, 28, que ouviu petistas e pessebistas, sob condição de anonimato.

Considera-se oferecer a Tabata um ministério, que poderia ser o de Ciência e Tecnologia, isso porque a titular, Luciana Santos (PCdoB), estuda concorrer ao comando de Olinda (PE).

Lula quer que Tabata abra mão de candidatura

Em 2022, Lula adotou uma estratégia parecida, na tentativa de fortalecer a chapa de Fernando Haddad, contra a de Tarcísio Freitas, quando pediu a Boulos e Márcio França para desistirem da corrida para apoiar o PT.

Na capital paulista, a saída de Tabata poderia facilitar a tentativa do presidente de transformar a disputa municipal em um duelo entre ele e Jair Bolsonaro (PL), cujo apoio é pretendido pelo atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB).

Na semana passada, Lula afirmou que a eleição em São Paulo será “uma confrontação direta” entre o ex-presidente e ele. “É entre eu e a figura”, disse.

Tabata Amaral

Coligação de Boulos

A aliança com Tabata também deve ampliar a coligação partidária de Boulos, que tenta transmitir a ideia de frente ampla contra o bolsonarismo. Contudo, a chapa conta com três legendas: PT, PDT e Psol.

Já na avaliação do PSB, a pré-candidatura da deputada será levada a cabo, mesmo com possíveis pressões externas.

Na quinta-feira 25, Tabata lançou sua pré-candidatura em São Paulo, com a presença do ministro do Empreendedorismo, Márcio França, do apresentador José Luiz Datena, que poderá ser seu vice.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies