Lembra quando Barrichello entregou corrida para Schumacher? Piloto brasileiro revela o que fez depois

O Grande Prêmio da Áustria de 2002 ficou gravado na memória de todos os espectadores devido ao desfecho emocionante da corrida. Rubens Barrichello liderava a prova confortavelmente e tinha uma vantagem considerável sobre Michael Schumacher, seu colega de equipe na Ferrari. Contudo, a decisão da equipe de inverter as posições para favorecer o piloto alemão marcou o evento de forma controversa.

Barrichello discordou da mudança, mas, para evitar conflitos internos, acatou a ordem e permitiu que Schumacher o ultrapassasse. A troca ocorreu apenas metros antes da linha de chegada, deixando clara a natureza da ordem de equipe. Em uma entrevista recente para o Flow Podcast, Barrichello revelou seus sentimentos após a corrida.

“Eu saí do carro e vomitei de raiva, porque não era aceitável. Muita gente sabe agora. O que aconteceu? Isso foi em 2002. Em 2001, ocorreu algo similar, no mesmo circuito, mas pela segunda posição. Eu estava em segundo lugar, com uma McLaren na frente e Michael em terceiro. Eles pediram, eu obedeci, pelo bem do campeonato. Mas questionei: ‘E se eu estivesse vencendo?’. Disseram que não pediriam, que isso não aconteceria. Foram oito voltas de discussão. Poderia me prejudicar. Decidi: vou fazer, mas farei na frente de todos”, revelou Barrichello.
O polêmico episódio resultou na criação de uma nova regra na Fórmula 1, proibindo explicitamente as ordens de equipe. No entanto, equipes como a Ferrari encontraram maneiras de contornar essa restrição por meio de códigos secretos. Essa regra foi posteriormente revogada, em parte devido a outro incidente envolvendo a Ferrari, desta vez com Felipe Massa e Fernando Alonso. Naquela ocasião, os italianos usaram o código “Fernando is faster than you” para instruir Massa a ceder sua posição para Alonso.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies