Israel entra em hospital de Gaza, encontra armas e mata terroristas

As Forças de Defesa de Israel (FDI), apoiadas por tropas adicionais, entraram, na noite desta terça-feira, 14, no Hospital Shifa, o maior da cidade de Gaza. Foram encontrados armas e ativos do Hamas no interno do prédio. As tropas levaram suprimentos médicos e provisões para funcionários e pacientes palestinos.

Segundo os israelenses, ao menos cinco atiradores do grupo terrorista foram mortos do lado de fora da unidade de saúde.

Nenhum funcionário ou paciente ficou ferido na ação militar. As FDI descreveram a operação uma vez que “precisa e direcionada”, evitando “fricções” com civis. Também não houve feridos entre os soldados de Israel.

A operação dentro do hospital continuou durante a manhã desta quarta-feira, 15.

O Tropa de Israel informou que tanques das FDI levaram incubadoras para os recém-nascidos, além dos suprimentos médicos e dos provisões. As doações do governo israelense foram entregues ao Hospital Shiva.

O correspondente israelense Emanuel Fabian, que acompanha a ofensiva por terreno, postou, em seu perfil no TwitterX, um vídeo do momento em que os soldados de Israel fazem a entrega das doações ao hospital palestino.

“As equipes médicas e soldados de língua mouro estão no lugar para prometer que esses suprimentos cheguem às pessoas que precisam”, disse um militar israelense.

As FDI informaram que a presença das tropas na unidade de saúde é também para prometer que “os civis sejam mantidos fora de risco”. Israel pediu que “todos os terroristas do Hamas presentes dentro do hospital, se rendam”.

O Tropa de Israel afirmou que o hospital serve de cobertura para o meio de comando subterrâneo fortificado do grupo terrorista. Embora não esteja evidente para eles “o que ou quem” permanece no túnel desde a ofensiva terrestre no setentrião de Gaza. A perceptibilidade das FDI acredita que secção da liderança do Hamas já tenha se deslocado para o sul da Tira de Gaza.

Testemunha relata uma vez que foi a operação dentro do Hospital Shifa

Uma manancial da escritório de notícias AFP descreveu detalhes da operação dentro do hospital Shifa, durante a ingressão das FDI. Ela relatou que os militares israelenses percorreram corredores e dispararam tiros de mensagem, enquanto iam de sala em sala em procura de atiradores terroristas do Hamas. As FDI não confirmaram o relato da testemunha da escritório francesa de notícias.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading