Israel dá ultimato: ‘Que o Hezbollah não provoque a destruição do Líbano’

Tzachi Hanegbi, conselheiro de segurança nacional do primeiro-ministro de Israel, Benjamin “Bibi” Neatnyahu, espera “que o Hezbollah não vá provocar, de fato, a destruição do Líbano”. O grupo terrorista é oriundo desse país.

“Porque, se houver uma guerra lá, o resultado não será menor.” Hanegbi fez as declarações em pronunciamento na televisão neste sábado, 14.

Israel se concentra na guerra que acontece na Faixa de Gaza, desde o ataque surpresa do grupo terrorista palestino Hamas, no sábado 7. O país tenta “não ser forçado a uma guerra em duas frentes”, disse Hanegbi.

Hezbollah não teria capacidade de escalar o conflito

Ele afirmou também que os recentes confrontos com o Hezbollah, na fronteira Israel–Líbano, mostram que o inimigo estaria “abaixo do limiar de escalada”. Nos últimos dias, as Forças de Defesa Israelenses têm respondido a agressões dos terroristas libaneses.

Preparando o seu Exército, Israel está prestes a iniciar um ataque por terra Palestina adentro. As tropas deram um prazo para que os civis desocupem o norte da Faixa de Gaza, antes que a incursão ocorra.

‘Israel não cumpriu sua missão’, reconhece conselheiro de Bibi

Poucos dias antes do ataque do Hamas, Hanegbi disse à imprensa que esses terroristas haviam estavam convencidos a não atacar Israel. “Isso foi um erro”, admitiu ele, no mesmo pronunciamento televisivo.

Postos israelenses juntos à fronteira do país com o Líbano vêm sendo alvos de ataques pelo Hezbollah ao longo da semana. Neste sábado, 14, tropas israelenses nas Fazendas de Shebaa sofreram ataques de mísseis dos terroristas.

Brasil em Pauta, com informações da Reuters.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading