conecte-se

Brasil em Pauta

Israel acusa Hamas de impedir evacuação de civis em Gaza

“O Hamas orgulha-se de colocar os civis em perigo e é responsável por todas as vítimas civis.”

Published

on

De acordo com o governo de Israel, o grupo terrorista Hamas está impedindo que os civis se desloquem para o sul da Faixa de Gaza. As autoridades israelenses publicaram fotos nas redes sociais mostrando o bloqueio.

“Temos provas de que o Hamas está colocando bloqueios em estradas para impedir a evacuação de civis palestinos do norte para o sul de Gaza”, escreveu o governo de Israel no Twitter. “O Hamas orgulha-se de colocar os civis em perigo e é responsável por todas as vítimas civis.”

O governo israelense pediu aos moradores da região norte da área para deixarem o local. As Forças Armadas de Israel planejam uma ação militar na área como parte de um plano para acabar com o grupo terrorista.

Advertisement

O primeiro prazo para a evacuação terminou às 4 horas da madrugada deste sábado, 14, horário de Brasília. Depois do término, o país anunciou um novo limite. Contudo, ele terminou às 10 horas da manhã.

Atos terroristas contra Israel

A ação é uma resposta aos ataques terroristas realizados pelo Hamas em 7 de outubro. O grupo conseguiu entrar no território de Israel para matar e sequestrar cidadãos israelenses. Depois do ato, o país declarou guerra ao Hamas.

Nem mesmo mulheres e crianças foram poupadas. Imagens mostram que a barbárie envolveu até a decapitação de bebês, além dos assassinatos a sangue frio de civis de todas as idades. Há também o relato de estupros e o Hamas mantém reféns sequestrados.

Advertisement

Convocação de reservistas

Por volta de 300 mil reservistas israelenses foram convocados, depois da declaração de guerra. Além disso, voluntários se alistaram para ajudar o país — muitos deles interrompendo viagens internacionais para regressar à nação.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense deixou claro que pretende pôr fim ao grupo terrorista. “Vamos destruir o Hamas e, no fim desta guerra, estaremos mais fortes do que nunca”, declarou durante um discurso.

Advertisement
Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement