Inusitado: jornalista do SporTV leva golpe ao comprar ingresso para Carnaval mas acaba se divertindo: ‘Foi maravilhoso’; entenda

O golpe sofrido pelo jornalista André Rizek ao tentar adquirir ingressos para assistir ao desfile das escolas de samba de segunda-feira no Sambódromo Marquês de Sapucaí, no Rio, foi abordado com leveza e humor por ele. No decorrer do programa Seleção Sportv, Rizek mencionou a perda de aproximadamente R$ 100, mas destacou a diversão que teve diante da situação, especialmente devido ao esforço da golpista em manter a farsa mesmo após ter recebido o dinheiro.

“Só quem tem rede social cai no golpe que eu caí. Assim, não é aquele golpe… sou trouxa, mas com limites, meu golpe foi de R$ 100, não é aquele golpe de milhares de reais de camarote. Foi bacana porque eu interagi com o golpista ao longo do dia, foi maravilhoso. Eu estava buscando ingresso para a Sapucaí de última hora, não me planejei, e de última hora vocês faz bobagem”, disse.

Na mesa do programa esportivo, ao lado de Paulo Nunes e PC Vasconcellos, Luiz Carlos Júnior compartilhou a história de como tudo teve início. Ele explicou que iniciou sua busca nas redes sociais, onde encontrou o perfil de uma mulher que afirmava ser médica e estava vendendo um ingresso. Impressionado com a veracidade da oferta, Rizek optou por depositar confiança na situação.

“Decidi dar uma busca na rede social, ver quem está vendendo. Eu queria ir de arquibancada este ano, que era o que dava, inclusive, e aí me deparei com o perfil de uma médica residente, tão apaixonada pela profissão que ela postava fotos dela trabalhando no dia dia, no hospital, o esforço, concluindo a faculdade. Aí entrei no perfil, foi criado no ano passado, não foi agora. Aí eu pensei: ‘é um golpe que dá pra cair neste perfil aqui’. Mandei mensagem direta: ‘estou procurando ingresso e tal’. Aí ela falou: ‘o pix é do meu companheiro, o Jonathan’. Jonathan, recebeu cenzão meu aí, hein!”, brincou o jornalista, arrancando risadas dos colegas.

Rizek insistiu na ideia de comprar o ingresso junto à suposta médica mesmo depois que o aplicativo do seu banco sinalizou a possibilidade de golpe. Depois que o estrago estava feito, ele passou cerca de três horas conversando com a golpista, que usou vários argumentos e versões antes de bloquear o apresentador.

“O aplicativo do meu banco avisou: ‘é golpe hein, celular novo, tem certeza?’. Aí eu falei: ‘é a médica, cara’. Quando passou para o WhatsApp, era o filho dela na foto, era uma pessoa família. Tudo bem, caí no golpe. Já com dinheiro em conta, o golpista ou a golpista, não sei, manteve o personagem. Falei: ‘caí no golpe, parabéns, perdi 100 reais’. E ela ‘Não, vai chegar o convite, eu sou médica’. Umas três horas a gente conversando. ‘Não, é que o meu WiFi… você passou o e-mail certo, vê o seu spam’. Eu comecei a achar engraçado. Só no fim do dia que a golpista bloqueou”, concluiu.

O relato também foi reproduzido pelo jornalista em sua página do Twitter. “Não era só golpe – pelo valor, sinceramente, teria de vender muitos para valer a pena. Era esforço genuíno de criação de personagem, enredo, talvez treinando para voos maiores. Jamais saberei. No fim do dia, enfim, fui bloqueado. Já tinha o ingresso (OBRIGADO) que ganhei no bolso”, escreveu ao fim da história.

Com informações de Estadão

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies