Influenciadoras criadas por inteligência artificial faturam R$ 150 mil

Mulheres criadas por inteligência artificial (IA) aparecem nas redes sociais como influenciadores digitais e faturam até R$ 150 mil por mês. Embora não sejam reais, algumas aparecem em vídeos e até conversam.

Diversas mulheres, mas que não passam de uma criação virtual, estão conquistando milhões de fãs e seguidores nas redes sociais. O designer Danilo Gato explica que o fenômeno pode gerar dificuldades para as influenciadoras digitais verdadeiras.

“Os influenciadores reais nos próximos anos vão competir muito com influenciadores criados por IA”, explicou Gato ao Domingo Espetacular, da Record TV. “O que é mais recente e tem ganhado muita força é uma área chamada inteligência artificial generativa, que são essas ferramentas que criam coisas. É uma área muito nova, essas IAs que criam conteúdos de uma forma incrível.”

Inteligência artificial existe desde 1956

A inteligência artificial tem sido mais comentada recentemente, mas a tecnologia existe desde 1956. Há anos os usuários utilizam as IAs no dia a dia e o uso tem se popularizado. Em muitos casos, o internauta mal sabe que está utilizando a tecnologia, como quando usa o reconhecimento facial para acessar um aplicativo de banco ou para realizar comandos por voz com o celular.

A IA também é utilizada durante pesquisas na internet e inclusive ao acessar uma rede social. De acordo com a advogada em Direito digital Patrícia Peck, o problema da inteligência artificial está no mau uso do serviço.

“Qual é o principal risco?”, perguntou Patrícia, também ao Domingo Espetacular. “É uma falta de transparência, enganação. Aquele que está interagindo com essa inteligência artificial e não entender, não acreditar, não perceber que era um robô disfarçado de humano.”

Influenciadoras criadas por IA

Just having fun. ???? pic.twitter.com/5P1gajHsfH

— Lexi Love (@lexilove_xox) January 23, 2024

Há muitos perfis que fazem uso da tecnologia, criando pessoas que não existem, especialmente no Instagram e no TikTok. Os criadores não deixam claro para os seguidores que as “influenciadoras” são criadas artificialmente.

Muitas pessoas acabam enganadas por esses perfis. Nas publicações há elogios às mulheres e, inclusive, pessoas querendo saber como encontrá-las. De acordo com Patrícia, o principal risco é usar essa tecnologia para a aplicação de golpes.

“Ela tem um diferencial competitivo que ela passa a concorrer com os influenciadores humanos”, contou a advogada. “Porque ela não cansa, não dorme, não come, não tem direitos trabalhistas, não tem nada.”

Algumas influenciadoras digitais criadas por IA monetizam o conteúdo apostando na confiança e no bolso dos seus seguidores. Há chats pagos nos quais é possível conversar em um ambiente privado. Em um dos casos, é possível dialogar por áudio pagando cerca de R$ 1 por resposta.

Dessa forma, uma modelo criada por IA chamada Lexi Love fatura cerca de R$ 147 mil por mês. Ela recebe cerca de 20 pedidos de casamento mensalmente.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies