Indústria de alimentos afirma que não há risco de desabastecimento no RS

A Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) emitiu uma nota para informar que não há “risco iminente de desabastecimento” no Rio Grande do Sul. O Estado passa por uma catástrofe ambiental que deixou 60% dos municípios do Estado alagados.

Contudo, a Abia alerta para as condições climáticas adversas que afetam as condições logísticas, o que podem impactar tanto a população local quanto fora os que recebem os produtos gaúchos fora do Estado. “As indústrias associadas que operam na região estão monitorando de perto a situação e adotando medidas para mitigar possíveis impactos no abastecimento, trabalhando na identificação de alternativas logísticas e na mobilização de recursos para garantir a continuidade da circulação de alimentos e bebidas”, informou o grupo em nota.

Publicado nesta terça-feira 13, o texto informa que a indústria de alimentos responde por 18% do Produto Interno Bruto do Rio Grande do Sul. No território gaúcho, o setor mantém 785 mil postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos, e gerou R$ 107 bilhões em 2023.

O Estado é, por exemplo, o principal fornecedor de arroz para o Brasil — um dos produtos mais básicos para a dieta da população do país. Por volta de 70% da safra nacional é colhida nas lavouras gaúchas.

A produção de alimentos do Rio Grande do Sul

Além do Arroz, o Rio Grande do Sul é o maior produtor brasileiro de trigo. O Estado responde por 45% da colheita nacional.

A agricultura gaúcha também contribuiu com a produção de soja — o carro-chefe do agro do agronegócio brasliero. Por volta de 15% da colheita do país deste grão é gaúcha, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento.

O Estado ainda é um importante produtor dos três tipos de carnes mais consumidas no país: frangos, suínos e bovinos. Por volta de 10% da produção desses alimentos no quarto trimestre de 2023 vieram dos frigoríficos do Rio Grande do Sul, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies