imigrante palestino ilegal espanca morador de NY

Um imigrante palestino que entrou ilegalmente nos Estados Unidos pela fronteira com o México está sendo acusado de crime de ódio em Nova York. De acordo com a polícia, Bechir Lehbeib, de 26 anos, teria roubado as bandeiras norte-americanas e israelenses de um quintal e espancado o morador enquanto gritava insultos antissemitas, com a vítima já no chão.

O caso aconteceu no Condado de Nassau, na região conhecida como Long Island, no domingo, 4, e só foi divulgado nesta terça-feira, 6. Segundo a polícia, o palestino teria ficado incomodado com um cartaz que dizia: “Estou do lado de Israel”.

Um vídeo de câmera de segurança obtido com exclusividade pelo canal FoxNews mostra o palestino caminhando por um bairro residencial antes de pegar as bandeiras de Israel e dos EUA, bem como uma faixa, que estavam penduradas no jardim de uma casa.

O morador conseguiu alcançá-lo quando ele seguia pelo quarteirão depois de invadir seu quintal. O palestino respondeu à abordagem com um soco em sua cabeça, continuando a agressão até que a vítima estivesse no chão. De acordo com o policial que atendeu à ocorrência, o homem ficou com hematomas e inchaço.

Antissemitismo
O momento em que a vítima é agredida pelo palestino |Foto: Reprodução/Vídeo/FoxNews

A vítima conseguiu ligar para a polícia e relatou que, antes de fugir, Bechir disse: “Eu sou palestino, e vocês judeus estão matando palestinos”.

Palestino continuou fazendo ameaças ao ser preso

De acordo com a polícia, o palestino teria ficado incomodado com o cartaz que dizia: “Estou do lado de Israel”.

O imigrante foi preso ainda no bairro da vítima. Segundo os relatos dos policiais, “ele teria continuado a fazer declarações hostis contra judeus e ameaçado mais violência contra qualquer pessoa que visse com uma bandeira de Israel”.

O chefe do Departamento de Polícia do Condado de Nassau, Bruce Blakeman, falou sobre a atuação das autoridades locais em casos de antissemitismo.

“Fazemos a prisão, apresentamos as acusações e exigimos justiça contra invasores estrangeiros que não têm respeito pela América [do Norte] e pela liberdade religiosa”, disse.

Blakeman lembrou aos jornalistas durante a coletiva de imprensa sobre as diferenças entre imigrantes.

“Esses não são os tipos de pessoas que vêm para a América [do Norte] como os meus e os seus bisavós, avós e pais fizeram, que vieram para beijar o chão”, disse. “Em vez disso, eles cospem na nossa bandeira, pisoteiam nossos valores e comentem crimes às custas do contribuinte.”

Agressor quer asilo nos EUA

Em seu depoimento, o palestino disse ser da África do Norte. Ele apresentou como endereço em Nova York dois abrigos para imigrantes ilegais e contou ter entrado no país pela fronteira do Estado do Arizona com o México durante o verão no hemisfério norte.

Bechir afirmou estar buscando asilo nos EUA e disse que procurava trabalho na tarde do incidente.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading