conecte-se

Brasil em Pauta

Guerrilha da Colômbia liberta pai de Luis Diaz, do Liverpool

O governo da Colômbia recebeu apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Igreja Católica nas negociações do resgate. O pai do jogador do Liverpool foi libertado no sul do departamento de La Guajira.

Published

on

O pai de Luis Diaz, atacante do Liverpool, foi solto depois de ser sequestrado pela guerrilha Exército de Libertação Nacional (ELN). Luis Manuel Díaz foi raptado há 12 dias na fronteira com a Venezuela.

O governo da Colômbia recebeu apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Igreja Católica nas negociações do resgate. O pai do jogador do Liverpool foi libertado no sul do departamento de La Guajira.

Depois de resgatado, ele recebeu os primeiros socorros no departamento e foi verificado que Luis Manuel estava em boas condições de saúde. Depois ele foi transferido para Valledupar, onde foi recebido pela ONU e pela Igreja Católica.

Advertisement

Tanto o pai como a mãe de Luis Díaz foram sequestrados

O jogador Luis Díaz estava abalado com o sequestro do pai. Ele não jogou na partida entre o Liverpool e o Nottingham Forest. E voltou na semana passada, no jogo do Luton Town. Na partida, ele marcou um gol e, durante a comemoração, levantou a camisa do time. Por baixo dela, outra camisa pedia “liberdade para papai.” 

Além do pai de Luis Díaz, a mãe dele, Cilenis Marulanda, também foi sequestrada em 28 de outubro. Eles viajavam em uma van em Barrancas, povoado indígena da origem da família, quando foram sequestrados pelo ELN.

Cilenis foi libertada no mesmo dia, e 200 policiais continuaram a busca pelo marido, Luis Manuel. Eles fizeram buscas na Serranía del Perijá, na fronteira com a Venezuela.

Advertisement

O sequestro do pai do jogador do Liverpool e da Seleção da Colômbia abala o cessar-fogo bilateral entre os guerrilheiros e o governo do presidente esquerdista Gustavo Petro.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement