Governo Lula quer revogar a BNCC e o novo Ensino Médio; veja propostas

A Conferência Nacional de Educação (Conae) aprovou, nesta terça-feira, 30, uma série de propostas endereçadas ao governo federal para compor o Plano Nacional de Educação (PNE).

Espera-se que as medidas deem musculatura ao projeto de lei do Executivo que transforma o PNE em lei.

Caso o Parlamento aprove o texto, as sugestões vão ter validade de 10 anos e deverão ser cumpridas, independentemente do presidente.

Durante o ato, o presidente Lula recorreu aos estudantes para pedir pressão ao Parlamento, a fim de aprovar a iniciativa do Palácio do Planalto.

Algumas medidas divulgadas pela Conae

Em linhas gerais, as propostas até agora divulgadas mostram que o governo Lula reverteu medidas de Temer e Bolsonaro.

  1. Revogação da Base Nacional Comum Curricular e substituição por um “novo projeto curricular”;
  2. Revogação do Novo Ensino Médio e substituição por um novo modelo em tramitação no Congresso (PL 2601/2023 e PL 5230/2023);
  3. Universalização da pré-escola a partir dos 4 anos, do Ensino Fundamental de 9 anos e garantia de educação para quem tem até 17 anos;
  4. Educação de tempo integral para 50% dos estudantes;
  5. Triplicar matrículas da educação profissionalizante no ensino médio;
  6. Melhorar o ensino à distância.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies