Governo Lula acusa Israel de dar declarações mentirosas

O ministro das Relações Exteriores de Lula, Mauro Vieira, disse, nesta terça-feira, 20, que as declarações do chanceler de Israel, Israel Katz, são “inaceitáveis na forma, e mentirosas no conteúdo”.

“Uma chancelaria dirigir-se dessa forma a um chefe de Estado, de um país amigo, o presidente Lula, é algo insólito e revoltante”, afirmou Vieira, na saída da Marina da Glória, local de reuniões do G20, no Rio de Janeiro. “Uma chancelaria recorrer sistematicamente à distorção de declarações e a mentiras é ofensivo e grave. É uma vergonhosa página da história da diplomacia de Israel, com recurso a linguagem chula e irresponsável.”

Conforme Vieira, ele está “seguro” de que a atitude do governo Netanyahu e sua “anti diplomacia não refletem o sentimento da sua população”. “O povo israelense não merece essa desonestidade, que não está à altura da história de luta e de coragem do povo judeu”, observou o ministro. “Em mais de 50 anos de carreira, nunca vi algo assim.”

embaixador israel brasil
O chanceler Mauro Vieira, durante coletiva de imprensa, sobre a saída de brasileiros que estavam presos em Gaza – 12/11/2023 | Foto: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

Chanceler de Israel rebate Lula

Mais cedo, Katz rebateu ataques do presidente Lula a Israel. O ministro se dirigiu diretamente ao petista, em português, e interpelou: “Como ousa comparar Israel a Hitler?”.

No post, Katz observou que “Israel embarcou numa guerra defensiva contra os novos nazistas”. Além disso, escreveu que a comparação feita pelo presidente é vergonhosa, promíscua e delirante, além de “um cuspe no rosto dos judeus brasileiros”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies