Gleisi expõe CEO da Suzano, que assinou ‘carta pela democracia’

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, expôs o presidente da Suzano, Walter Schalka, neste domingo, 28, depois de o CEO da empresa criticar subsídios do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“E o presidente da Suzano, hein?”, interpelou a parlamentar, no Twitter/X. “Que vexame, vergonha alheia. Bate no BNDES, em subsídios governamentais, omitindo que a empresa que preside foi a quinta que mais recebeu créditos do BNDES. É muita cara de pau.”

Gleisi se referiu à entrevista de Schalka ao jornal O Globo, publicada na quarta-feira 24, na qual o CEO apontou erros no programa do governo federal para a indústria. “Minha percepção é que já existe maturidade na economia brasileira para as empresas serem independentes de apoios governamentais”, disse Schalka.

Criticado por Gleisi, presidente da Suzano assinou “carta a favor da democracia”

Apesar da réplica de Gleisi, em 2022, o presidente da Suzano assinou a “carta pela democracia”. À época, o governo Bolsonaro interpretou o documento como um endosso à candidatura de Lula à Presidência.

Em 11 de agosto daquele ano, o documento foi lido no pátio da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. O ato registrou a presença de bandeiras do PT e bottons pró-Lula.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading