Fumaça de queimadas volta a encobrir Manaus e afeta qualidade do ar

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A cidade de Manaus esteve mais uma vez envolta em uma camada de fumaça visível aos olhos nesta segunda-feira, 30, devido às queimadas e à seca histórica que atinge a região. Moradores relataram o problema e reclamaram pelas redes sociais.

O monitoramento segundo o índice mundial de qualidade do ar indicou que, de dez pontos de avaliação da qualidade do ar no município, em quatro ele estava “pouco saudável” e em seis, “muito pouco saudável”.

A onda de fumaça já envolveu a cidade em outras ocasiões recentes desde o início de outubro, inclusive no último domingo, 29, quando pontos turísticos como o Teatro Amazonas ficaram encobertos. Nesta segunda-feira, o fenômeno começou por volta das 14h30 e se agravou ao longo da tarde.

Em nota, a Prefeitura de Manaus afirmou que, de acordo com dados do programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a fumaça tem origem nos municípios da região metropolitana. Conforme a nota, foram registrados 243 focos de queimadas em todo o Amazonas.

Os municípios da região metropolitana de Manaus que mais tiveram registros de queimadas foram Presidente Figueiredo (17), Autazes (14), Careiro da Várzea (13), Careiro (12), Itacoatiara (10) e Rio Preto da Eva (2), segundo a Prefeitura de Manaus.

Esse levantamento foi feito com base nos dados colhidos no domingo e na segunda-feira, até as 17h30. A prefeitura afirma ainda que, segundo o Inpe, não há nenhum foco de queimada em Manaus desde sexta-feira, 27.

Qualidade do ar: Manaus lista ações para evitar fumaça e queimadas

Ainda conforme a prefeitura manauara, a Secretaria do Meio Ambiente do município tem feito todos os dias o trabalho de rega nos principais canteiros da cidade e nos parques administrados pelo órgão. Além disso, toda quarta-feira as equipes de arborização e de educação ambiental estão em uma zona da cidade fazendo a campanha Manaus Sem Fumaça, distribuindo informativos e orientando a população.

A seca histórica reduziu o volume dos rios da Amazônia e tem causado diversos problemas ambientais e econômicos. O governo federal chegou a enviar reforço de brigadistas para combater aos focos de incêndio no Amazonas. O governo estadual destacou ao longo do mês que também atua para mitigar o problema.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies
%d blogueiros gostam disto: