conecte-se

Brasil em Pauta

Forças israelenses destroem pizzaria após idosa sequestrada pelo Hamas ser usada como ‘marketing’

Published

on

As Forças de Defesa de Israel (FDI) tomaram uma medida drástica na cidade de Huwara, no norte da Cisjordânia, ao demolir uma pizzaria na última quinta-feira (12). Essa ação veio como resposta a uma polêmica publicação nas redes sociais feita pela pizzaria, que incluía a imagem de uma idosa israelense, apontada como sobrevivente do Holocausto, que foi feita refém pelos terroristas do Hamas em Gaza.

O anúncio, divulgado na página do Facebook do estabelecimento, mostrava uma foto da idosa israelense detida pelos palestinos, que fazia um sinal forçado de ‘vitória’. Na montagem, ela estava ligada a uma pizza. Uma mensagem na publicação dava boas-vindas aos clientes e era acompanhada por muitos emojis sorridentes.

Os colonos locais ficaram sabendo da publicação e começaram a se reunir em torno da loja, pedindo sua demolição. As FDI logo chegaram ao local, e a decisão foi tomada para desmantelar o estabelecimento. Uma escavadeira foi usada para demolir completamente a estrutura da pizzaria, e posteriormente, o local foi selado e considerado inacessível.

Advertisement

Segundo informações do Canal 12, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu esteve pessoalmente envolvido na ação. O chefe do Comando Central, Yehuda Fox, emitiu uma ordem militar ordenando o fechamento do empreendimento, alegando incitação e apoio a atividades terroristas. Além disso, o proprietário da pizzaria foi detido, de acordo com os relatos da mídia hebraica.

Em resposta a essa situação, a empresa divulgou um pedido de desculpas, alegando que outra pessoa havia feito a publicação sem seu conhecimento, com o intuito de prejudicar o estabelecimento. O comunicado destacou que eles são contrários a prejudicar qualquer pessoa e que buscam apenas ganhar a vida com dignidade, convivendo pacificamente com todos. A nota ainda expressou pesar pelos membros da família e outras pessoas que foram afetadas por esse episódio.

Advertisement
Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement