EUA dão início à volta de sanções contra a Venezuela

O Estados Unidos (EUA) começaram, nesta segunda-feira, 29, a restabelecer as sanções contra a Venezuela.

Conforme documento do Departamento do Tesouro, obtido por Oeste, qualquer entidade dos EUA que conduza transações com a Minerven, empresa estatal venezuelana de mineração de ouro, terá até 13 de fevereiro para encerrá-las.

A decisão ocorreu depois de o “STF” controlado pelo chavismo impedir a candidatura da líder da oposição, María Corina Machado.

biden maconha
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assina projetos sociais, na Casa Branca – 05/08/2022 | Foto: Erin Scott/Casa Branca

EUA reagem depois de decisão do “STF” da Venezuela

Na semana passada, o STF da Venezuela confirmou a inabilitação política de María Corina ao negar um recurso dela contra o entendimento da Controladoria de Justiça, segundo o qual a ex-deputada não poderia concorrer à disputa presidencial, por supostas “irregularidades administrativas”, entre 2011 e 2014.

“O regime decidiu acabar com o Acordo de Barbados”, reagiu ela. “O que não está acabando é a nossa luta pela conquista da democracia através de eleições livres e justas. Maduro e o seu sistema criminoso escolheram o pior caminho para eles: eleições fraudulentas.”

Em junho do ano passado, o órgão determinou 15 anos de inelegibilidade para a ex-parlamentar e outros oposicionistas, entre eles, Henrique Capriles. De todos os candidatos contrários a Maduro, María Corina é a que lidera as intenções de voto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies