Estatais sofreram queda de 24% nos lucros sob Governo Lula em 2023

As principais estatais federais do Brasil, que incluem empresas como Petrobras, Banco do Brasil, BNDES, Caixa Econômica Federal e Correios, experimentaram uma queda combinada de 24% em seus lucros líquidos, totalizando R$ 182 bilhões no primeiro ano do governo Lula. Este declínio nos resultados financeiros foi liderado pela Petrobras, que registrou uma diminuição de 33% em seus lucros, totalizando R$ 124,6 bilhões, em comparação com o ano anterior.

Por outro lado, tanto o Banco do Brasil quanto a Caixa Econômica Federal apresentaram um cenário mais positivo, com um aumento nos lucros de 11,3% (R$ 35,5 bilhões) e 15,5% (R$ 10,6 bilhões), respectivamente. Já o BNDES viu uma redução de 5% em seus lucros.

A Petrobras atribui seu desempenho negativo às adversidades do mercado global, como a desvalorização do petróleo e a queda de 18% no preço do barril do tipo Brent. Outros fatores incluem margens menores na venda de derivados e o aumento dos custos operacionais.

Por sua vez, o BNDES aponta a venda de ações em 2022 como um fator que distorce a base de comparação, conforme comunicado à Folha de São Paulo. Sob a nova gestão de Lula, o BNDES pretende ampliar sua participação como sócio em empresas, com o diretor financeiro Alexandre Abreu enfatizando a decisão de não vender ações como benéfica para a instituição.

!function(f,b,e,v,n,t,s)
if(f.fbq)return;n=f.fbq=function()n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments);
if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;
n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t,s)(window, document,’script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘5194898813962404’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies