Estados Unidos denuncia empresas chinesas por suposta ajuda militar ao Exército de Pequim

Os Estados Unidos adicionaram mais de uma dúzia de empresas chinesas a uma lista criada pelo Departamento de Defesa, que destaca entidades que supostamente colaboram com o Exército de Pequim. As informações são de um funcionário dos EUA, sob anonimato, concedidas à agência de notícias Reuters.

As novas adições à lista incluem o fabricante de chips de memória YMTC, a empresa de inteligência artificial Megvii, o fabricante de tecnologia lidar Hesai Technology e a empresa de tecnologia NetPosa.

Estar na lista Seção 1260H não envolve proibições imediatas, mas traz um risco significativo de reputação para essas respectivas empresas.

Veja Mais no BPN:
Pentagono
Pentagóno, nos EUA | Foto: Reprodução/ Wikipedia

Estar nessa lista é um aviso para as entidades do país sobre os riscos de fazerem negócios com aquelas empresas. A negociação de acordos com as companhias chinesas pode aumentar a pressão sobre o Departamento do Tesouro dos EUA, que pode aplicar sanções aos parceiros.

Recentemente, o Ato de Autorização de Defesa Nacional deste ano “sufocou” ainda mais a lista. O novo ato proíbe o Departamento de Defesa, nos próximos anos, de fazer negócios com qualquer uma das empresas listadas.

Lista do Pentágono se tornou pública hoje

O Departamento de Defesa dos EUA divulgou a lista atualizada nesta quarta-feira, 31. O leitor pode acessá-la ao clicar neste link.

“A lista 1260H atualizada do Departamento de Defesa destaca o compromisso inabalável da China com sua estratégia de fusão militar-civil”, disse Craig Singleton, pesquisador sênior da Fundação para a Defesa das Democracias.

Singleton acrescentou que a presença no relatório “representa grandes riscos de reputação para as empresas chinesas”.

A lista de empresas adicionadas nesta quarta-feira inclui a China Three Gorges Corporation, a China Construction Technology Co e a Yitu Network Technology.

Elas se juntam à empresa de aviação AVIC, à BGI Genomics Co, à China Mobile, à empresa de energia CNOOC e à China Railway Construction Corporation Limited (CRCC).

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading