Entenda as LCI e LCA e em qual Você deve Investir AGORA!

Imagine que você precise escolher entre duas opções de investimento populares e com características semelhantes, mas ainda tem dúvidas sobre qual delas pode trazer maior rentabilidade. Estamos falando da Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e da Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Ambas são investimentos de renda fixa que possibilitam aos investidores financiar projetos nos setores imobiliário e agropecuário, respectivamente. Portanto, a escolha entre LCI e LCA pode simbolizar uma ótima forma de variar seus investimentos e minimizar riscos.

Quais as principais características da LCA e da LCI?

A LCA é um título de renda fixa emitido por uma instituição financeira para financiar projetos do agronegócio. Quem investe em uma LCA empresta moeda à instituição financeira em troca de juros. Assim uma vez que na LCI, os títulos podem ser pós, prefixados ou híbridos.

Já a LCI segue o mesmo princípio, mas o moeda investido é direcionado para o setor imobiliário. Segundo Lais Costa, exegeta da Empiricus Research, a principal diferença entre as duas está no setor de rumo do moeda.

LCI e LCA: qual rende mais?

Respondendo a uma incerteza geral, não é provável instituir categoricamente qual entre a LCI e LCA rende mais. Os dois títulos são opções de renda fixa com características semelhantes e a escolha entre um e outro deve considerar a oferta específica de cada um, assim uma vez que a estratégia de investimento do investidor.

Hoje, há no mercado LCI e LCA com prazos de vencimento variando de 3 meses a 5 anos. As rentabilidades também variam bastante, de 88% do CDI a 93% do CDI.

Você deve investir em LCI ou em LCA?

Santiago Schmitt, perito de renda fixa da Manchester Investimentos, sugere que a escolha entre LCI ou LCA deve levar em consideração aspectos pessoais e financeiros. Isso engloba a avaliação da taxa de rendimento, do prazo de liquidez do investimento, além do Valor disponível para a emprego inicial.

Portanto, a decisão de investir em uma LCI ou LCA passa por uma estudo criteriosa que deve levar em consideração diversos fatores: seu perfil de investidor, seus objetivos financeiros, o Valor que está disposto a investir e o prazo em que pretende resgatar o moeda investido. Portanto, antes de tomar uma decisão, avalie com desvelo todas essas questões e consulte um perito se precisar de ajuda.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading