conecte-se

Brasil em Pauta

Consumidores acusam concessionária Energisa de aumento excessivo nas contas de energia

Published

on

Consumidores no estado de Mato Grosso do Sul estão revoltados diante do que classificam como um aumento exorbitante nas contas de energia elétrica nos meses de setembro e outubro, atribuído à empresa Energisa, a concessionária responsável pelo fornecimento de eletricidade na região.

Inúmeras queixas de moradores indicam elevações que ultrapassam a média de 100% no valor das faturas. Surpreendentemente, muitos relatam que não houve qualquer alteração nos padrões de consumo, que permaneceram inalterados. Alguns até mencionam residências frequentemente vazias que, mesmo assim, experimentaram aumentos expressivos nas contas.

A Energisa, por sua vez, alega oficialmente que os valores das contas refletem o impacto das ondas de calor que assolaram o Brasil nos últimos meses, gerando um aumento na demanda por energia. Entretanto, os consumidores contestam essa explicação, argumentando que as respostas fornecidas pela Energisa são automáticas e carecem de uma análise específica caso a caso. Além disso, os clientes destacam a insatisfação com a falta de transparência e clareza por parte da concessionária.

Advertisement

A empresa mantém sua justificativa, afirmando que mesmo que os hábitos de consumo das famílias não tenham sofrido alterações, é possível que haja um aumento no consumo de energia devido às elevadas temperaturas. Contudo, consumidores ouvidos pelo Conexão Política exigem uma investigação mais aprofundada sobre essas alegações, buscando entender os critérios e cálculos utilizados pela Energisa para determinar esses aumentos.

A falta de diálogo personalizado e análises detalhadas tem gerado frustração entre os clientes de Campo Grande e região, que agora buscam respostas concretas e soluções para essa situação, com alguns recorrendo à Justiça e outros procurando órgãos de defesa ao consumidor, como o Procon.

Advertisement
Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement