Empresário volta a ser preso em Teresina; Polícia investiga tráfico de drogas e organização criminosa

A Polícia Civil do Piauí deu cumprimento a mandado de prisão em desfavor do empresário Adolfo Mourão na manhã desta quinta-feira (1/01). A ação foi desenvolvida pelo Departamento de Roubo e Furto de Veículos (DRFV), em Teresina.

Segundo informações da unidade Policial, o DRFV deu apoio à ”Operação Hades”, deflagrada pela Polícia Civil do Estado de Alagoas. O preso é suspeito de participar de organização criminosa e tráfico de drogas. De acordo com o delegado Marcelo Dias, essa operação teve atuação em vários estados do Brasil onde várias pessoas foram presas.

“O homem preso é empresário proprietário de lojas de autopeças e sucatas, bem como já foi preso e indiciado anteriormente pelo DRFV por suspeita praticar vários crimes, como organização criminosa, receptação qualificada, adulteração de sinais identificadores de veículos”, explicou o delegado.

O empresário Adolfo Mourão foi preso pela primeira vez no âmbito da Operação Mormaço, deflagrada em junho de 2021. Ele ficou preso por 30 dias e depois foi solto, cumprindo medidas cautelares, no entanto, de acordo com a Polícia Civil, houve descumprimento das medidas e por isso ele foi preso novamente no dia 28 de abril de 2022. Em janeiro de 2023, ele e a irmã também foram presos, mas foram soltos meses depois pela justiça. Em 2022, as lojas do empresário chegaram a ser interditadas.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading