Embaixador da Argentina no Brasil assume secretaria de Milei

O governo de Javier Milei anunciou nesta terça-feira, 30, que o embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, assumirá a Secretária de Ambiente, Turismo e Esportes. Ao peronista, foi oferecida a opção de permanecer no cargo em Brasília ou a nova função em Buenos Aires.

A divulgação foi feita pelo ministro do Interior, Guilhermo Francos, através de sua conta no Twitter/X.

O ministro, que é amigo de Scioli e cuja pasta integra a secretaria em questão, agradeceu ao embaixador pelos serviços prestados no Brasil e por ter aceitado deixar o cargo para se juntar à equipe do novo governo.

Segundo o jornal argentino Clarín, Scioli, também conhecido na Argentina por suas atividades esportivas e empresariais, vinha articulando nos bastidores para assumir a função. Ao demonstrar interesse, tornou-se o único cotado para a secretaria, que estava vaga desde a posse de Milei em dezembro de 2023.

Essa não será a primeira vez que Scioli ocupará a Secretaria de Ambiente, Turismo e Esportes; ele já esteve no cargo entre 2001 e 2003.

Scioli na Embaixada no Brasil

Scioli foi nomeado embaixador argentino no Brasil em 2020 pelo ex-presidente Alberto Fernández e manteve-se no cargo sob a administração de Milei. Apesar de ser uma recondução, ele ainda aguardava a aprovação do Senado para oficializar sua permanência na Embaixada.

Em sua atuação em Brasília, Scioli teve a missão de realizar a interlocução entre os governos ideologicamente opostos de Fernández e Jair Bolsonaro (PL).

O novo secretário chegou a defender o presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva de acusações feitas por Milei durante o período da campanha.

Em novembro, Scioli compartilhou em seu perfil no Instagram um vídeo de Lula. O embaixador elogiou a fala do presidente esquerdista brasileiro sobre as relações entre Brasil e Argentina, bem como a eleição no país vizinho. “Palavras sábias do presidente”, escreveu.

Daniel Scioli e Celso Amorin
Em outubro de 2023, Daniel Scioli postou uma foto com Celso Amorim chamando-o de “mestre da diplomacia mundial” |Foto: Reprodução/Instagram/Daniel Scioli

O nome de quem ocupará a vaga como novo embaixador da Argentina no Brasil ainda não foi divulgado.

Saiba mais sobre Daniel Scioli

Cacique do peronismo, Daniel Scioli, de 67 anos, tem uma longa trajetória na política da Argentina. O ex-atleta, medalhista olímpico da Vela, foi vice-presidente do país de 2003 a 2007, no governo de Néstor Kirchner; governador da província de Buenos Aires entre 2007 e 2015; e candidato à presidência da República em 2015, perdendo para Maurício Macri

Família Scioli no governo Milei

O irmão de Scioli, Nicolás Scioli, foi anunciado na quinta-feira, 25, como novo diretor do Banco de Investimentos e Comércio Exterior (Bice).

Lorena Scioli, filha do peronista, é uma figura de destaque dentro da política argentina e conselheira de confiança de seu pai.

Dias antes do anúncio dele como secretário, Lorena esteve com a atual subsecretária de Turismo, Yanina Martinez, na Feira Internacional de Turismo (FiTur), em Madrid. A imprensa argentina destacou se tratar de um sinal claro de que Daniel assumiria a pasta no governo Milei.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies