Elon Musk afirma que se Lula suspender contratos com Starlink, fornecerá internet para as escolas de forma gratuita

O confronto entre o magnata da tecnologia Elon Musk e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, continua a se desenrolar desde o último domingo (7). O cerne dessa disputa são os contratos brasileiros firmados com a Starlink, empresa de Elon Musk dedicada a fornecer internet em regiões de difícil acesso, como a Amazônia e o Pantanal. Diante da possibilidade de o governo Lula rescindir esses contratos com a Starlink, Musk fez uma promessa audaciosa: “Se o governo falhar em honrar nossos acordos, assumirei o custo de oferecer internet gratuita para escolas nessas áreas remotas.”

Musk reitera seu compromisso com a educação e a comunicação em regiões isoladas, demonstrando uma postura que vai além da simples oferta de serviços de internet. Ao mesmo tempo, sua inclusão por Alexandre de Moraes no inquérito que investiga as chamadas milícias digitais – grupos acusados de ameaçar a democracia – aumenta a tensão. Moraes enfatiza que a plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter e agora sob o comando de Musk, deve cumprir as determinações judiciais brasileiras.

!function(f,b,e,v,n,t,s)
if(f.fbq)return;n=f.fbq=function()n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments);
if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;
n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t,s)(window, document,’script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘5194898813962404’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies