Dino prorroga atuação da Força Nacional no RJ até janeiro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, anunciou que prorrogou a presença da Força Vernáculo no Estado do Rio de Janeiro até 31 de janeiro de 2024. A enunciação foi feita na noite desta terça-feira, 14, por meio das redes sociais.

De concordância com Dino, a prorrogação foi feita para atender pedido do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (Republicanos).

“A pedido do Governador do Rio, prorroguei agora a presença da Força Vernáculo naquele Estado até o dia 31 de janeiro de 2024”, disse o ministro.

“Equipes adicionais da Policia Federalista e da Policia Rodoviária Federalista também seguirão no Estado.”

A pedido do Governador do Rio, prorroguei agora a presença da Força Vernáculo naquele Estado até o dia 31 de janeiro de 2024, quando será feita novidade estudo para eventual prorrogação. Equipes adicionais da Policia Federalista e da Policia Rodoviária Federalista também seguirão no Estado.…

— Flávio Dino ???????? (@FlavioDino) November 14, 2023

Força Vernáculo

A atuação da Força Vernáculo no Rio de Janeiro acontece desde o dia 17 de outubro.

Ao todo, 550 agentes da Força Vernáculo de Segurança e da Polícia Rodoviária Federalista (PRF) operam em conjunto no patrulhamento ostensivo das rodovias federais do Estado.

O Estado do Rio de Janeiro vive uma crise causada pelo progresso do delito organizado. No termo de outubro, a situação se agravou quando milicianos queimaram 35 ônibus em um dia, na zona oeste da capital fluminense, devido à morte de um membro da milícia.

Forca Nacional

GLO

Outrossim, em novembro, foi assinada uma ação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), feita pelas Forças Armadas, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nos portos e aeroportos do Rio de Janeiro e de São Paulo.

A medida abrange os portos de Itaguaí (RJ), Rio de Janeiro e Santos (SP). E os aeroportos de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ). A operação deve resistir até 3 de maio de 2024.

A ação em conjunto com a Polícia Federalista envolve um reforço no monitoramento das fronteiras, transportado pelo Tropa e pela Aviação nas regiões de Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading