Dino propaga ‘narrativas para demonizar Israel’, dizem judeus

Uma mensagem bíblica publicada fora de contexto pelo ministro da Justiça, Flávio Dino, gerou indignação na comunidade judaica do Brasil. Nesta terça-feira, 14, Dino postou nas redes sociais a passagem do Evangelho de Mateus 2:13 e comparou Israel ao tirânico rei Herodes. “Que os Herodes, todos eles, parem de massacrar as crianças”, escreveu o ministro.

De convénio com a mensagem do livro de Mateus, “um criancinha do Senhor apareceu em so­nhos a José e disse: ‘Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar’”. 

Dino usou a passagem bíblica junto às imagens das 32 pessoas resgatadas da Fita de Gaza pela Força Aérea Brasileira (FAB). Elas chegaram a Brasília na última segunda-feira, 13. 

“Que o Brasil seja esse “Egito” bíblico para as crianças que vi descerem a escada do avião ontem à noite”, disse o ministro. “E que os Herodes, todos eles, parem de massacrar as crianças, todas elas”

Evangelho de Mateus 2:13 – um criancinha do Senhor apareceu em so­nhos a José e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar”.

Que o Brasil seja esse “Egito” bíblico para as crianças… pic.twitter.com/WvhiIwIGJD

— Flávio Dino ???????? (@FlavioDino) November 14, 2023

Comunidade judaica protesta contra ministro

Em resposta à postagem, a Confederação Israelita do Brasil (Conib), instituição que representa e coordena a comunidade judaica do Brasil, afirmou que “a mensagem do ministro da Justiça evoca narrativas bíblicas para demonizar Israel e os judeus”.

“Num momento tenso uma vez que oriente, com autoridades brasileiras ligadas ao seu próprio ministério desbaratando planos terroristas em solo brasiliano, o ministro Dino deveria estar focado em manter a segurança e a convívio harmônica na sociedade brasileira”, escreveu a Conib, em transmitido. 

De convénio com a comunidade judaica, Flávio Dino “estimula o antissemitismo e o oração de ódio, uma vez que fica comprovado lendo comentários sobre sua própria postagem na rede social X”. 

“A Conib volta a pedir ao governo brasiliano estabilidade e serenidade para que não importemos o trágico conflito do Oriente Médio para o nosso país”, solicitou a instituição.

A comunidade judaica do Brasil é a segunda maior da América Latina, com 120 milénio judeus.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies