Declaração de Lula sobre Israel é rechaçada nas redes sociais, recebendo 81% de reações negativas

Apesar das críticas em parte da diplomacia do governo, as declarações do presidente Lula comparando a guerra em Gaza ao Holocausto também receberam ampla reprovação nas redes sociais.

Um estudo da consultoria Ativa Web, que analisou 3,9 milhões de comentários no Facebook, Instagram e Twitter (anteriormente conhecido como X) até a noite de domingo (18/2), revelou que 81% das reações foram negativas, 5% foram positivas e 14% foram neutras.

Quatro dos seis assuntos mais comentados nas redes sociais estiveram relacionados às declarações do presidente: “Israel”, “Lula”, “Hamas” e “Netanyahu”.

Diante das palavras de Lula, Israel designou o presidente como “persona non grata” no país até que retratações sejam feitas. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, classificou as declarações de Lula como “vergonhosas e graves”, afirmando que elas “cruzaram uma linha vermelha”.

Por outro lado, o grupo terrorista Hamas, que controla a Faixa de Gaza e está em guerra com Israel desde outubro de 2023, expressou gratidão pelas palavras do presidente brasileiro.

Com informações de Metrópoles/Guilherme Amado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies