Cúpula do PL está preocupada e discute substituir Valdemar, afirma colunista

A liderança do Partido Liberal (PL) demonstra apreensão em relação à situação de Valdemar Costa Neto, que está sob investigação da Polícia Federal. Segundo informações do colunista Josias de Souza no UOL News desta segunda-feira (12), membros da cúpula estão se mobilizando para avaliar a possibilidade de substituir o presidente do partido, mesmo que seja apenas de forma simbólica, diante da preocupação de especialistas em eleições.

Estão estimulando o Valdemar a tirar uma licença para que alguém assuma essa função interinamente para cuidar das eleições. Hoje, Valdemar tem outras prioridades; a criminal se sobrepõe à eleitoral. O PL vive um drama, adquirido ao atrair Bolsonaro para o seu projeto eleitoral. (Josias de Souza, colunista do UOL)

Josias caracterizou o atual estágio da relação entre Bolsonaro e o presidente do PL como algo “inusitado” e “único”, destacando que ambos estão proibidos de se comunicarem. O colunista sublinhou que Valdemar arriscou o futuro do partido ao aceitar o ex-presidente como membro.

Segundo a coluna, apesar de ter sido liberado da prisão, Valdemar permanece sentenciado a uma prisão perpétua imposta pelo seu próprio destino. Novas dificuldades se aproximam, e ele corre o risco de enfrentar complicações mais graves, o que poderia resultar em uma nova condenação criminal, levando-o de volta à prisão por um período adicional.

Com informações de UOL

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading