Confederação Israelita denuncia ‘repugnante agressão’ contra empresária judia na Bahia

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) repudiou o episódio em que uma chilena proferiu insultos antissemitas contra uma comerciante judia, em Arraial d’Ajuda (BA). Em nota publicada no último sábado, 3, a entidade descreveu o ato como “repugnante agressão”.

Além disso, a confederação firmou que a responsável pela “agressão covarde” contra a empresária judia “deve ser investigada por crime de ódio”. A Conib ainda alertou as lideranças sobre o atual conflito em curso no Oriente Médio, onde o grupo terrorista Hamas protagonizou ataques ao Estado de Israel, na Faixa de Gaza, em 7 de outubro de 2023.

Por fim, a Conib denunciou as “visões odiosas e distorcidas sobre Israel e judeus” aqui no Brasil. A entidade ainda mencionou que isso se manifesta por “personalidades” nas redes sociais.

Confira a nota na íntegra.

A Conib e a Sociedade Israelita da Bahia denunciam uma repugnante agressão contra um comerciante judia em Arraial da Ajuda, na Bahia, pelo simples fato de ela ser judia. Uma agressão covarde, antissemita, que deve ser investigada como crime de ódio e seguir o seu devido processo legal. A Conib vem pedindo moderação e equilíbrio às nossas lideranças para não importarmos o trágico conflito em curso no Oriente Médio. O antissemitismo deve ser condenado por todos, e sua explosão nos últimos meses aqui no Brasil e no mundo é consequência de visões odiosas e distorcidas sobre Israel e judeus manifestados por personalidades e distribuídas pelas redes sociais. Isso precisa acabar para evitarmos consequências ainda mais graves.

Mulher que proferiu insultos antissemitas contra judia é investigada por racismo e injúria

A chilena que insultou a empresária judia Herta Breslauer prestou depoimento na manhã do domingo 4, de acordo com a Polícia Civil da Bahia.

Segundo o delegado Paulo Henrique de Oliveira, coordenador da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, a mulher acabou liberada porque não houve flagrante. A responsável pelas ofensas é chilena e seu nome está sob sigilo.

Um vídeo nas redes sociais mostra a agressora chamando Herta de “assassina de crianças” e “maldita sionista”, além de proferir ameaças. A mulher foi contida por um homem, enquanto insultava a empresária.

“Ela me agrediu, me bateu, destruiu minha loja simplesmente pelo fato de ser judia”, afirmou a empresária. “Disse que sou assassina de criancinhas. Não mato nem pernilongo. E disse que vai me pegar por pelo fato de eu ser judia.”

Nas redes sociais, muitos usuários ficaram indignados pelos ataques sofridos pela empresária e lamentaram o fato.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies