Confederação Israelita aciona Justiça contra Breno Altman

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) apresentou uma nova ação contra o jornalista Breno Altman, dessa vez, junto ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região. A instituição, que representa 120 mil judeus no país, acusa o fundador do site Opera Mundi de “incitar uma caçada aos judeus”. Altman chegou a comparar judeus a ratos.

Altman usou as redes sociais para apoiar uma fala ansissemita do petista José Genoino. Em entrevista ao site Diário do Centro do Mundo, o ex-presidente do PT incitou um boicote a empresas de judeus e sugeriu que o Brasil cortasse relações comerciais com Israel. 

Para Genoino, essa seria a melhor resposta à guerra na Faixa de Gaza, deflagrada depois do massacre cometido pelo grupo terrorista Hamas contra Israel. 

Apesar de ser um judeu, Altman se manifestou em favor do político e pediu “punição” a quem apoiar o “regime criminoso” israelense.

“José Genoíno está coberto de razão”, escreveu o jornalista nas redes. “O Estado colonial e racista de Israel deve ser submetido a boicote, desinvestimento e sanções, como a África do Sul durante o apartheid. Empresas apoiadoras desse regime criminoso, incluindo as brasileiras, devem receber a mesma punição.”

Risco de prisão preventiva

A Conib pede à Justiça a suspensão das redes sociais de Altman e também que ele seja proibido de se manifestar publicamente contra Israel, sob pena de prisão preventiva.

“Ao concordar com a sugestão de boicotar essas empresas, Breno Altman, mais uma vez, deixa evidente o seu antissemitismo e, mais do que isso, o seu elevado grau de periculosidade, ao reforçar estereótipos prejudiciais, alimentar preconceitos e contribuir para a disseminação de sentimentos hostis contra os judeus”, afirma a Confederação Israelita, presidida por Claudio Lottenberg.

Claudio Lottenberg
Claudio Lottenberg, presidente da Conib | Foto: Divulgação/Conib

À Folha de S. Paulo, o advogado do jornalista, Pedro Serrano, afirmou que “a Conib confunde críticas ao sionismo com antissemitismo e, com isso, repete uma tentativa de censura”.

Fundada em 30 de maio de 1948, a Conib é uma instituição de representação da comunidade judaica do Brasil — a segunda maior da América Latina, com 120 mil judeus. a Confederação Israelita do Brasil é responsável por 14 federações.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies