Como se beneficiar do Bolsa Família: Passo a passo e valores atualizados!

Os brasileiros que contam com o Bolsa Família estão com grandes expectativas neste mês de dezembro de 2023. Diversas datas importantes aguardam os beneficiários do programa. Os pagamentos serão distribuídos de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS). Desde o dia 11 até o dia 22 de dezembro, todos aqueles que possuem direito ao benefício serão contemplados.

A quantia recebida varia entre os diferentes tipos de beneficiários. O objetivo principal é garantir auxílio financeiro e recursos para a saúde e educação daqueles que mais precisam. A ação busca beneficiar principalmente as famílias mais carentes, que enfrentam dificuldades financeiras, e ajudar a melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

Quais são os benefícios do Bolsa Família?

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e extrema pobreza em todo o país. Ele é dividido em seis benefícios específicos, todos com valores diferentes e destinados a situações distintas:

  • Benefício de Renda de Cidadania (BRC): R$ 142 por membro da família.
  • Benefício Complementar (BCO): Valor adicional destinado às famílias cuja soma dos benefícios não atinja R$ 600.
  • Benefício Primeira Infância (BPI): Acréscimo de R$ 150 por criança com idade entre zero e sete anos incompletos.
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Adicional de R$ 50 para gestantes, crianças e adolescentes com idade entre 7 e 18 anos incompletos.
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Suplemento de R$ 50 para cada membro da família com até sete meses incompletos. As transferências começaram em setembro.
  • Benefício Extraordinário de Transição (BET): Garante que nenhum beneficiário receba menos do que recebia com o Auxílio Brasil, vigente até maio de 2025.

Como faço para receber o Bolsa Família?

Para ser possível receber os benefícios citados acima, a família precisa estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico), e possuir uma renda familiar mensal igual ou inferior a meio salário-mínimo por pessoa. Entretanto, a inscrição no CadÚnico, fosso de extrema importância, não implica na entrada automática no programa, e nem no recebimento do benefício.

Além disso, para serem consideradas elegíveis, as famílias devem cumprir condições específicas principalmente nas áreas de saúde e educação, como exigência de frequência escolar para crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, acompanhamento pré-natal para gestantes, avaliação nutricional (peso e altura) de crianças até sete anos, além de seguir o calendário nacional de vacinação.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading