Ciro Gomes afirma que Bolsonaro deve ser preso

Em uma entrevista à CNN Brasil no sábado (2 de março de 2024), o ex-governador do Ceará e ex-candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT), expressou sua opinião de que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve ser detido, ressaltando a importância de garantir a ele o devido processo legal, “como qualquer bandido”. As declarações de Gomes ocorreram no contexto da investigação sobre um suposto planejamento de golpe de Estado, envolvendo Bolsonaro, ex-ministros e aliados nas Forças Armadas, no âmbito da operação Tempus Veritatis.

Ciro Gomes destacou que, além da prisão, é essencial assegurar que Bolsonaro tenha seus direitos legais respeitados. Ele enfatizou que qualquer pessoa, mesmo alguém como Bolsonaro, merece o devido processo legal. Ciro criticou a condução do caso no Supremo Tribunal Federal (STF). “Se por estrelismo continuar fazendo bobagem, com decisões monocráticas e precárias, vai só sevar o argumento que, cada vez mais, faz ilegítima, na opinião pública, a sua conduta.”

O ex-governador também dirigiu críticas ao ministro Alexandre de Moraes, encarregado dos inquéritos. Apesar de reconhecer a qualificação do magistrado, Ciro alertou sobre o risco de suspeição de conduta, algo que Bolsonaro já estaria incitando no meio da população. “É isso que o Bolsonaro já está incitando no meio do povo.”

Ciro Gomes sublinhou a importância de garantir que Bolsonaro tenha o direito à ampla defesa, à presunção de inocência e a todos os recursos judiciais. Ele argumentou que apenas com uma condenação definitiva, Bolsonaro poderá “pagar pelos seus gravíssimos crimes”.

Com informações do Poder 360.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies