Cinco treinadores com os quais o Flamengo mais gastou em multas rescisória 

Por conta de muito trabalho dos dirigentes, o Flamengo mudou de patamar na última década, se tornando a equipe que mais fatura dinheiro no futebol brasileiro. Tamanha receita resulta em muita pressão por resultados, aumentando o número de treinadores demitidos a cada ano que passa.

Em virtude da falta de convicção dos dirigentes na continuidade do trabalho, o Flamengo não consegue manter no cargo um treinador por muito tempo. Caso não consiga fazer o time mostrar um bom futebol logo no começo do trabalho, os dirigentes já começam a analisar o mercado em busca de um novo comandante.

Por exemplo, após a saída de Jorge Jesus, em 2021, o Flamengo já teve seis treinadores na beira do gramado. Os técnicos contratados possuem estilos diferentes, sendo um espanhol, dois portugueses e dois brasileiros.

Assim sendo, os treinadores sabem do grande número de trocas de treinadores que o clube carioca possui. Pensando nisso, muitos já colocam uma multa rescisória gigantesca, se garantindo em caso de mais uma demissão do rubro-negro.

Com efeito da demissão de tantos treinadores, o Flamengo acumulou gastos milionários com a quebra dos contratos desses profissionais. Somente nesses seis técnicos, o rubro-negro teve que desembolsar mais de R$ 37 milhões com a quebra do contrato. 

Por conta do aumento do interesse dos torcedores a respeito desses gastos realizados pelo Flamengo, decidimos fazer este artigo contendo detalhadamente quanto o clube gastou com a saída de cada treinador desde 2021.

Domènec Torrent — R$ 11,4 milhões 

Dome Torrent foi a grande aposta da diretoria para manter o futebol nível Europa do Flamengo. Após a saída de Jorge Jesus, os dirigentes foram atrás de Dome, ex-auxiliar de Pep Guardiola.

Como o torcedor tinha na memória o grande futebol apresentado pelo Flamengo de Jorge Jesus, a pressão sobre o técnico espanhol foi gigantesca. Apesar de um aproveitamento interessante, o treinador português não resistiu a pressão da torcida, sendo demitido após 23 jogos.

Nesse meio tempo foram 13 vitórias, 4 empates e 6 derrotas. Mesmo que a multa pela quebra do contrato com espanhol foi de R$ 11,4 milhões, o clube decidiu encerrar o vínculo.

Rogério Ceni — R$ 3,3 milhões 

Após a saída do técnico catalão, o Flamengo foi atrás de Rogério Ceni, que estava empregado no Fortaleza. O ex-goleiro chegou no Fla com a desconfiança de ser um nome histórico do São Paulo. 

O Flamengo até que conseguiu ótimos resultados em campo. O principal deles foi a conquista do Campeonato Brasileiro de 2020, disputado ponto a ponto com o Internacional. 

Posteriormente a um começo ruim no Campeonato Brasileiro do ano seguinte, aliado a um possível desgaste com os jogadores, o técnico foi demitido do rubro-negro. Considerando que o Fla pagou o valor da multa de Rogério no Fortaleza, os custos totais do treinador foram à casa de R$ 3,3 milhões.

Renato Gaúcho — Sem quebra de contrato 

Flamengo foi atrás de Renato Gaúcho logo após a saída de Rogério. O seu contrato foi assinado até o fim da temporada 2021. Mesmo sem fazer o time jogar bem, Renato conseguiu levar o time a decisão da Libertadores da América, onde acabou ficando com o vice.

Por certo, Renato se tornou um dos piores treinadores do Flamengo neste período. O seu time ficou marcado pela baixa quantidade de tática no futebol apresentado. Visto que o contrato do técnico chegou ao fim no final da temporada, o clube não precisou pagar nenhum centavo.

Paulo Sousa – R$ 7,7 milhões

Após a frustrante temporada de 2021, o Flamengo apostou em Paulo Sousa para fazer o time voltar a jogar um bom futebol. O treinador deixou a Seleção da Polônia para trabalhar no rubro-negro carioca.

Entretanto, por diversos motivos, o técnico português não conseguiu se sustentar no cargo. Foram apenas 32 partidas, com 19 vitórias, 7 empates e 6 derrotas. A multa rescisória pela quebra do contrato foi de R$ 7,7 milhões.

Dorival Jr — Sem quebra de contrato 

Assim como aconteceu no ano anterior, o Flamengo apostou em Dorival para tentar salvar o ano. O técnico aceitou que o seu contrato fosse apenas até o final da temporada, dando uma tranquilidade ainda maior para trocar de treinador.

Com toda a certeza Dorival fez história, levando o já desacreditado elenco rubro-negro a conquista da Libertadores da América e Copa do Brasil. Mesmo com o Flamengo jogando um bom futebol nos jogos importantes, a diretoria decidiu não renovar o contrato.

Desse modo, como o seu vínculo era válido somente até o meio da temporada, o Fla não precisou pagar nenhum centavo para quebrar o contrato. O técnico deixou o clube carioca após 43 jogos, onde conseguiu 26 vitórias, 8 empates e 9 derrotas. 

Vitor Pereira — R$ 15 milhões 

Vitor Pereira em jogo do Flamengo; Com demissão de Fernando Lázaro, Corinthians expõe troca ruim para todos

Certamente a saída de Dorival ocorreu pelo fato de Vitor Pereira está livre no mercado. O treinador português havia acabado de realizar uma boa temporada no Corinthians, levando o time paulista a decisão da Copa do Brasil, diante do Fla de Dorival.

Os dirigentes entenderam que valia a pena contratar o português. Na ocasião, o Flamengo ofereceu um salário maior e a possibilidade do técnico Vitor Pereira disputar títulos importantes no clube.

Todavia, Vitor Pereira teve muitas dificuldades no comando do Flamengo. Ele ficou em terceiro no mundial, perdeu a Supercopa do Brasil, a Recopa e o Campeonato Carioca.

Sem conseguir fazer o time jogar bem, os dirigentes entenderam que era o momento de fazer mais uma troca de comando. A multa rescisória de VP foi de R$ 15 milhões, uma das maiores da história do futebol brasileiro.

Dessa forma, o português ficou apenas 20 partidas no Fla. Ao todo foram onze vitórias, dois empates e sete derrotas nesse período. 

Flamengo parará de trocar treinadores com frequência?

É provável que o método dos dirigentes em apostar em vários treinadores deve continuar por muito tempo.

Em suma, contratar um treinador e garantir a sua permanência é muito difícil, já que os dirigentes podem se tornar alvos dos protestos dos torcedores. Caso o time não jogue bem, existe sempre a possibilidade de demitir o técnico para mandar um recado aos torcedores.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies